Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Política

Ensinando a pedir votos, conselheira chama eleitores da periferia de ‘c* sujo' e 'pé de toddy’

Áudio viralizou em Bandeirantes; conselheira tutelar nega ofensas e diz que foi vítima de montagem

29 outubro 2020 - 15h00Por Rayani Santa Cruz

Em Bandeirantes, um áudio com xingamentos a moradores da periferia viralizou nas últimas horas. Nele, uma mulher ensina um candidato a vereador a pedir voto em bairros pobres e chama moradores de pé de tody, pobrão e profere palavras de baixo calão.

A denúncia foi enviada ao Repórter Top por um eleitor do município, que não quis se identificar. Ele diz que a voz é da conselheira tutelar Maiza Mendes, que está trabalhando em campanha eleitoral do marido, que é candidato a vereador.

“De vice e de prefeito, nós estamos bem. Agora vereador vamos sair na luta mesmo. E outra coisa você puxa voto sim! Sabe onde que você tem que ir? Vou te ensinar, não vai achar ruim tá. Você tem que ir nas periferias que é eles, que apoia nós. Os pobrão, os cu sujo... e nós vamos atrás deles, tá. Os pé de tody, vamos atrás que o voto é nosso! (sic)”, diz o áudio.

O vazamento do áudio causou revolta em moradores mais pobres da cidade. 

O outro lado

A conselheira Maiza Mendes, indicada como autora do áudio, foi procurada pela reportagem e se justificou dizendo que a mídia em circulação é uma montagem feita em cima de frases ditas em outras ocasiões. 

Ela afirma que faz parte de um grupo privado do partido no whatsapp e estava em discussão calorosa na defesa de um membro.

“Foi vazado anteontem, com uma montagem em cima. Eles podem ter tirado essa frase de outras situações e de outras conversas e não tem nada a ver com o povo daqui e com a situação eleitoral daqui. Meu esposo é candidato a vereador. Estão tentando denegrir a minha imagem e a imagem do meu partido. O que eu mais quero é mostrar  ao público que eu estou ao lado deles, e [eles] estão novamente sendo manipulados pelos poderosos da política” disse. 

A conselheira disse ainda que o caso será investigado pelo promotor eleitoral da cidade para verificar quem foi o autor do vazamento e da montagem. 

 “Já está na mão do promotor e está investigando de onde partiu. Arrumaram uma fala em cima da minha e está sendo apurado. Na verdade, a conversa tem um contexto geral. Só tiraram um trecho. Assim como todo mundo está sendo vitimizado, eu também sou vítima”, justifica.

Maiza finalizou dizendo que está recebendo orientações do partido e advogados. E que o caso será apurado na Justiça. 

 

Leia Também

Menina que levou tiro de fuzil no rosto terá alta médica nesta semana
Interior
Menina que levou tiro de fuzil no rosto terá alta médica nesta semana
Idosa assassinada pelo marido foi encontrada ao lado de bíblia
Polícia
Idosa assassinada pelo marido foi encontrada ao lado de bíblia
Corpo de jovem é encontrado no rio Aquidauana
Interior
Corpo de jovem é encontrado no rio Aquidauana
Mãe tirou foto da filha momentos antes de ela morrer eletrocutada por decoração
Geral
Mãe tirou foto da filha momentos antes de ela morrer eletrocutada por decoração