Menu
terça, 18 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Ao passar por Campo Grande, Chitãozinho e Xororó criticam Dilma Rousseff

22 novembro 2015 - 14h08Por Dany Nascimento

Até artistas consagrados demonstram 'revolta' com a forma de administrar o país de Dilma Rousseff (PT). A dupla Chitãozinho e Xororó, que realizou um show em Campo Grande, afirmou ao TopMídiaNews que a 'culpa' da crise financeira que o país enfrenta ocorre devido a preocupações 'pessoais' da parte dos parlamentares, que não estão focados nas questões sociais para o desenvolvimento do país.

Para o cantor Chitãozinho, Brasília se tornou um 'balcão de negócios'. "Vivemos um momento difícil, você vê em Brasília, que o nosso Senado é um  balcão de negócios, ali é um toma lá da cá a cada dia, eles não estão preocupados com o desenvolvimento do país. Eles não se interessam em resolver as questões sociais que nosso país tem e que são muitas".

Chitãozinho elogia as manifestações que pedem o impeachment da petista e acredita  que a política terá um novo rumo. "Eu não vejo a hora disso acabar, acredito que vai acabar ou agora ou daqui três anos, sei que isso vai mudar e só quem tem força para mudar isso é o povo brasileiro".

Assim como o irmão, Xororó ressalta que já 'esperava pela crise' devido a forma de administrar o país da atual gestão. "Concordo com tudo que meu irmão disse, estamos vendo isso acontecer há um certo tempo já, quando o governo segurou a energia, quando segurou o preço da gasolina, é impossível não passar por uma crise financeira. Se você compra um celular por R$ 800,00, só consegue vender ele por R$ 400,00, isso não está certo e acontece há um certo tempo no Brasil".

Xororó ressalta que agora chegou a hora de 'arcar com as despesas'. "Sabíamos que uma hora a conta ia chegar e chegou. É com muita tristeza que vemos essa situação, trabalhamos desde criança, passamos por tantas crise, tantas mudanças no nosso país, mas acho que esse é o momento mais complicado que estamos vivendo em toda história, pelo menos da nossa vida, dentro da carreira e conhecendo o Brasil como a gente conhece há tanto tempo".

Os irmãos que são referência na música sertaneja acreditam que a população está atenta e não permitirá a continuação de 'farra' com o dinheiro público.