TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Após reclamar de falta de 'atenção', Delcídio recebeu R$ 500 mil da Odebrecht

Apelido do ex-senador era Ferrari, segundo delator

12 DEZ 2016
Airton Raes
14h57min
Foto: Arquivo

O ex-senador por Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral, recebeu R$ 500 mil da Odebrecht, após reclamar não ter recebido “atenção” da empresa pela aprovação de leis, de acordo com a delação premiada do ex-vice-presidente de relações institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho. O apelido de Delcídio era “Ferrari”.

De acordo com o executivo, após a aprovação Projeto de Resolução do Senado Federal 72/2010, que estabelecia alíquota de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de 0% nas operações interestaduais com bens e mercadorias importadas do exterior, a equipe da empresa recebeu um e-mail que relatava que Delcídio teria reclamado por não ter recebido muita “atenção” após a aprovação do PRS 72/2010.

Melo Filho destaca que o apelido do senador era Ferrari, que ele iria receber R$ 500 mil e a entrega iria ocorrer em julho de 2012 no Hotel Fasano, em São Paulo.

“Carlos Souza aprovou um apoio de R$ 500.000,00 que transmiti ao Senador Delcidio em 26 de julho de 2012, no hotel Fasano, em São Paulo, que a companhia lhe faria um pagamento. Na sequência, enviei um e-mail a Carlos Souza e Márcio Faria no mesmo dia comunicando que Delcídio tinha ficado 'absolutamente satisfeito' e que tinha 'pressa' no recebimento”, afirmou Cláudio Melo Filho na delação. 

Veja também