tce agosto
Menu
quinta, 13 de agosto de 2020
Política

Aprovação de Cristina sobe dez pontos após cirurgia na cabeça, diz pesquisa

Pesquisa

18 outubro 2013 - 15h25Por Folha Online

Pesquisa divulgada hoje pelo jornal "Clarín" mostra que a aprovação ao governo de Cristina Kirchner subiu quase dez pontos nos dez dias após a presidente ter sido operada para a retirada de um coágulo na cabeça.

Segundo o levantamento da consultoria Management & Fit, a gestão de Cristina tem 44,4% de aprovação, contra 34,9% em pesquisa do dia 4, a cirurgia aconteceu no dia 8. É o nível mais alto desde maio de 2012, quando o governo alcançou 47,3% de apoio.

A desaprovação à gestão ainda é superior: 46,5%, contra 57% da aferição pré-doença.

O "Clarín" também traz novos números sobre a eleição para o Legislativo no país, no próximo dia 27. A pesquisa aponta uma derrota do kirchnerismo nos principais colégios eleitorais do país, como aconteceu nas primárias obrigatórias de agosto.

Segundo o levantamento, a FPV (Frente para a Vitória), coligação governista, perderia na capital, na província de Buenos Aires e nos Estados de Santa Fé e Córdoba.

Na província de Buenos Aires, que concentra o maior número de eleitores da Argentina, o candidato de oposição Sergio Massa lidera a corrida com 40,5% das intenções de voto. Em segundo lugar está o kirchnerista Martín Insaurralde, com 33,3%.

A diferença entre os dois principais candidatos caiu três pontos nas últimas duas semanas, período em que Cristina foi diagnosticada com um hematoma subdural crônico na cabeça.

Leia Também

Morador de rua é achado morto em praça de Corumbá
Interior
Morador de rua é achado morto em praça de Corumbá
Dória garante que não vai usar cloroquina: ‘sigo a ciência e não Bolsonaro’
Geral
Dória garante que não vai usar cloroquina: ‘sigo a ciência e não Bolsonaro’
Saúde registra sete casos de covid em apenas um dia em Bonito
Interior
Saúde registra sete casos de covid em apenas um dia em Bonito
Mortes por covid no Brasil se mantêm acima de mil por dia
Geral
Mortes por covid no Brasil se mantêm acima de mil por dia