Menu
domingo, 17 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Assembleia aprova lei que garante 10% de vagas na UEMS a moradores de MS

A cota de 10% é para pessoas que residem há 10 anos no estado

23 junho 2020 - 13h34Por Rayani Santa Cruz

O projeto de lei 311/2019 que trata da reserva de 10% de vagas, para ingresso na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), aos candidatos que comprovem residência estabelecida em Mato Grosso do Sul foi aprovada por unanimidade nesta terça-feira (23). 

Em sessão por videoconferência, os deputados votaram em redação final a proposta de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PSDB).

Após a sanção da lei pelo governador Reinaldo Azambuja, a universidade reservará 10% das vagas nos cursos de graduação, destinadas aos candidatos que comprovem residência estabelecida no Estado por, no mínimo, 10 anos ininterruptos. 

"Vamos citar o curso de Medicina, que começa com 50 pessoas e no segundo ano 10 delas desistem, por exemplo. Para a complementação dessas vagas é realizado um processo seletivo, com 20% da cota aos candidatos negros e outros 20% aos indígenas. Par completar os 50% das vagas, propomos que 10% da cota seja para pessoas que moram em Mato Grosso do Sul, uma vez que são prejudicadas por candidatos que são de fora. Estão sendo gastos recursos provenientes dos impostos pagos pelos sul-mato-grossenses, nada mais justo que termos profissionais com ligação com nosso Estado", destacou Corrêa.