Slogan refis 04 e 05/12
Menu
Busca quinta, 05 de dezembro de 2019
Política

Bancada de MS desaprova comentários sobre AI-5 de bolsonaristas

Assunto apareceu após comentários de Eduardo Bolsonaro e Paulo Guedes

28 novembro 2019 - 19h00Por Rayani Santa Cruz

O descontentamento e indignação é quase inevitável por parte da bancada parlamentar de MS quando o assunto é sobre a possibilidade de volta do AI-5 no país, em casos de manifestações. 

Essa semana declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a indignar alguns integrantes políticos e até dificultar propostas do governo. A presidente da CCJ no Senado, senadora Simone Tebet, (MDB-MS) declarou nesta semana que a questão nem da excludente de ilicitude não passa no Congresso, e repudiu o AI-5.

"Esse projeto não será aprovado. Teriam que passar por cima de mim e de vários colegas no Congresso", disse.

O deputado federal Fábio Trad (PSD-MS) explicou que esse tipo de fala é inimiga da democracia, na ocasião em que o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, comentou sobre a volta do AI-5 para conter a esquerda. 

Trad, assim como Dagoberto Nogueira (PDT-MS), afirmou sobre o despreparo de Eduardo para a atividade pública. 

Os tucanos Rose Modesto e Beto Pereira também se posicionaram contra falas do tipo por autoridades políticas, devido o risco a democracia. “Um desrespeito com a Constituição Brasileira”, disse o deputado Beto Pereira. 

Os deputados de oposição como Dagoberto e Vander Loubet (PT) são favoráveis a cassação do mandato de Eduardo Bolsonaro.

O único parlamentar a tentar “amenizar” as coisas foi o Dr. Luiz Ovando (PSL), que afirmou que o colega parlamentar usou uma palavra inapropriada.