Menu
sexta, 27 de novembro de 2020
Política

Bancada federal aprova Governo Presente e ministra diz que pacote vai gerar milhares de empregos

Mais de 4 bilhões de reais em investimentos nas 79 cidades de MS

07 março 2020 - 13h44Por Rayani Santa Cruz

Na noite desta sexta-feira (6), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lançou o pacote de obras estipulado em R$ 4,2 bilhões para os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A bancada federal aprovou a medida e a ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, estipulou uma grande geração de empregos com o plano que vai até 2022.

Ele pontuou que o país está num momento complicado na economia e que precisa gerar mais emprego, e o pacote de obras coloca “o emprego na veia” e aquece economicamente os municípios. “Estamos vivendo um momento de celebração. Precisamos de empregos e aqui muitos empregos serão gerados com essas obra ”, citou.

Durante a solenidade no Pavilhão Albano Franco, ao falar durante o ato em nome da bancada federal, da qual é o coordenador, o senador Nelsinho Trad (PSD/MS) citou o equilíbrio e a harmonia que predominam entre o governo e os parlamentares federais e estaduais. “O funcionamento dessa engrenagem precisa de um líder e o Reinaldo Azambuja exerce essa liderança, nos inspirando no Congresso Nacional uma sintonia que erradia para os municípios”, comentou.

Líder da bancada federal na Câmara, o deputado federal Beto Pereira (PSDB) destacou a capacidade do governo unir toda a classe política para levar os investimentos à população. “No momento que os recursos são escassos, não só os do Estado, mas os recursos federais [também], a criatividade e a eficiência na aplicação dos recursos é fundamental. Quando você ouve a população, a sua chance de errar é menor”. 

O deputado Fábio Trad (PSD/MS) destacou a iniciativa é excelente. “Estive, estou e estarei sempre defendendo os interesses do nosso estado em Brasília, colaborando ativamente com o governo estadual para auxiliar na demanda dos municípios. Parabéns ao Governador e toda sua equipe!”, disse. 

Para o deputado federal Luiz Ovando, o modelo proposto permite uma participação maior na definição das prioridades. “O nosso papel, o nosso propósito, é através dos vereadores e prefeitos determinar a necessidade e a oportunidade e junto com o governador, ele nos disponibiliza o seu sistema administrativo e onde disponibilizar esses recursos”. 

Vander Loubet (PT) ressaltou que o governo do estado tem feito parcerias sem levar em conta diferenças partidárias. “O governador Reinaldo [Azambuja], desde que assumiu, estabeleceu uma excelente relação com a bancada toda e a bancada de Mato Grosso do Sul – estou no meu quinto mandato como deputado federal – e nós construímos uma relação desde lá atrás, da época do Zeca [do PT, ex-governador], independente de partido, defendendo os interesses de Mato Grosso do Sul”, afirmou. 

 Rose Modesto  (PSDB) afirmou que a articulação política é crucial para levar melhorias para toda a população. “A unidade da classe política, independente de questões partidárias, ela é fundamental porque as pessoas é que ganham com isso”.

 

Leia Também

Vídeo: Marquinhos dá início a toque de recolher e quer 'ação de conscientização'
Cidade Morena
Vídeo: Marquinhos dá início a toque de recolher e quer 'ação de conscientização'
Motociclista 'lançado' por carro na Ceará morre na Santa Casa
Cidade Morena
Motociclista 'lançado' por carro na Ceará morre na Santa Casa
No dia do aniversário, operário é atingido por barra de ferro e morre em Nova Alvorada do Sul
Interior
No dia do aniversário, operário é atingido por barra de ferro e morre em Nova Alvorada do Sul
Vídeo: casa onde chargista foi esquartejado passa por exame com luminol no Monte Castelo
Polícia
Vídeo: casa onde chargista foi esquartejado passa por exame com luminol no Monte Castelo