TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

Câmara arquiva pedido de cassação de vereador acusado de bater na mulher e derrubar bebê

Vereador chegou a ficar preso, teve liberdade concedida e reassumiu mandato

24 maio 2022 - 21h32Por Elizeu Ribeiro

A Câmara Municipal de Fátima do Sul arquivou o pedido de cassação do vereador Diego Cândido Batista (PSD), conhecido como "Carcará". Ele é acusado de agredir fisicamente sua esposa e, durante o ato, derrubar o filho que estava no colo da mulher. O vereador ficou 19 dias preso pelo crime.

A votação foi em regime secreta e com apenas um voto a favor, oito contrários e um nulo, Diego seguirá normalmente com seu mandato na Câmara Municipal.

Segundo o site RCN67, a Câmara de Fátima do Sul conta com 11 vereadores, sendo apenas uma mulher: Silvana Vasconcelos, do MDB. Diego chegou a ser afastado do cargo e por questões obvias não pode votar em seu processo de cassação.

Nem mesmo a presença de várias mulheres que foram até a sessão e protestaram contra a situação de violência doméstica, chegando a interromper a sessão por alguns instantes, foi capaz de impedir o resultado contrário a cassação.

 

O CASO
Preso no dia 23 de janeiro  acusado de bater na mulher e na enteada com chinelo,  Carcará reassumiu cadeira na Câmara de Fátima do Sul no dia 3 de março. O vereador ficou preso durante 19 dias, sendo 15 deles na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

A liberdade foi concedida pelo juiz da comarca de Fátima do Sul, mas Diego teve de cumprir medidas cautelares. Ele não pode, por exemplo, frequentar bares, sair depois das 18h de casa e tem de manter distância mínima de 100 metros da ex-mulher.