(67) 99826-0686
IPVA

Câmara recorrerá, mas depoimento de Bernal será cancelado

Cassação

23 NOV 2013
Juliene Katayama
12h40min
Foto: Geovanni Gomes

A Câmara Municipal de Campo Grande vai recorrer da decisão que suspendeu pela segunda vez a Comissão Processante apenas na segunda-feira (25), dia em que estava agendado o depoimento do prefeito Alcides Bernal (PP). Como não haverá tempo hábil para decidir o recurso, a oitiva terá de ser adiada.

"Não vai dar tempo de reverter", afirmou a Procuradoria Jurídica da Câmara. O desembargador João Maria Lós aceitou a liminar do prefeito para suspender pela segunda vez os trabalhos dos vereadores. A primeira decisão contra a comissão foi do desembargador Hildebrando Coelho Neto, da 1ª Câmara Cível, na tarde de quarta-feira (20). Na madrugada de quinta-feita (21), o desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva autorizou em caráter de  liminar a continuidade dos trabalhos dos vereadores. 

Segundo a Procuradoria Jurídica da Câmara, as três deciões sobre a Comissão Processante não entraram no mérito, mas ficaram restritas às questões processuais. 

Processo - Bernal seria o último a prestar depoimento à Processante que investiga irregularidades nos contratos de emergenciais da prefeitura com empresas prestadoras de serviço. Os vereadores já ouviram os proprietários das empresas Salute Distribuidora de Alimentos - que fornecia alimentos para os Centros de Educação Infantil (Ceinfs) -, Mega Serv - responsável pela limpeza em postos de saúde - e Já Gás - que distribuiu botijões de gás após ter sido eliminada no processo licitatório. 

Também já prestaram depoimento à comissão os secretários de Saúde, Ivandro da Fonseca; Assistência Social, Thaís Helena; Educação, José Chadid; Administração, Ricardo Balloock; Finanças e Orçamento, Wanderlei Ben Hur; Agência Municipal de Trânsito, Kátia Castilho.

Todos foram convocados como testemunhas de defesa do prefeito. Dos dez selecionados não compareceu a coordenadora-Geral de Licitação, Gislaine do Carmo Penzo Barbosa.

Veja também