Menu
segunda, 02 de agosto de 2021
Política

Campo Grande precisa de quase R$ 300 milhões para acabar com enchentes, diz secretário

Prefeito deve ir até Brasília tentar um acordo para solucionar o problema

27 fevereiro 2019 - 11h40Por Anna Gomes e Rodson Willyams

O Secretário de Finanças Pedro Pedrossian disse que Campo Grande precisa de 80 milhões de dólares, que no real equivale a quase R$ 300 milhões, para acabar com os problemas de enchentes enfrentados na cidade.

Nesta manhã de quarta-feira (27), durante prestação de contas do município na Câmara Municipal, Pedrossian disse que já tentou um empréstimo juntamente com o CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), que seria uma espécie de BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) da América Latina, mas segundo ele, a cidade não teria como arcar com os custos.

“Não tem mágica, mas é um problema grave. O município não tem dinheiro no caixa para pagar o financiamento”, alertou.

Para tentar resolver o problema que chegou a deixar Campo Grande embaixo d’água na tarde desta terça-feira (26), o prefeito Marquinhos Trad (PSD), juntamente com o secretário de obras, Rudi Fiorese, devem ir amanhã (28), a Brasília, No Distrito Federal, onde haverá uma reunião direta com o BNDES.

No encontro, ainda de acordo com Pedrossian, também deve estar presente o secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional Gustavo Henrique Canudo. A reunião tem a intenção de conseguir ajuda da União para conseguir o capital necessário e solucionar o problema das enchentes em Campo Grande.

“Não tem como contar com o caixa do município, não seria possível”, disse Pedrossian.