(67) 99826-0686
Reviva centro

Candidatos acreditam em reviravolta na reta final das eleiçoes

Bernal, por exemplo, afirmou que não acredita nas pesquisas divulgadas

1 OUT 2016
Dany Nascimento
09h30min
Foto: Geovanni Gomes

Dando início a reta final de campanha, levando em consideração que faltam poucos dias para a realização das eleições de 2016, os candidatos que concorrem a prefeitura de Campo Grande traçam novas estratégias para angariar votos na esperança de ocupar a cadeira de Chefe do Executivo.

Enquanto alguns candidatos depositam a esperança nos eleitores que se classificaram como indecisos, outros ignoram os resultados das pesquisas que já foram divulgados.  O prefeito Alcides Bernal (PP), que busca reeleição, afirmou ao TopMídiaNews que não confia nos resultados apresentados e relembra que, quando venceu as eleições, aparecia em quinto lugar nas pesquisas.

"Eu não acredito nesses resultados, quando eu ganhei para prefeito eu era o quinto colocado, fica claro que essas pesquisas retratam os interesses de alguns candidatos, como Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB). Eu tenho plena convicção que as pessoas não vão cometer o erro de votar neles, porque contribuíram diretamente para o golpe que sofri ao ser cassado em 2014", diz Bernal.

Bernal destaca que pretende intensificar reuniões pelos bairros da Capital nos últimos dias de campanha e ressalta que vem recebendo apoio por onde passa. "Fora do expediente da prefeitura, eu pretendo intensificar as atividades nos bairros nesta última semana e tenho recebido apoio por onde passo, as pessoas garantem que vão depositar em mim mais essa confiança".

Já o candidato Marquinhos Trad do PSD afirma que tem certeza que será eleito no próximo domingo, descartando resultado de pesquisas que o colocam em uma disputa de segundo turno com Rose Modesto, do PSDB. "Eu tenho certeza que serei eleito no próximo domingo, não tenho dúvida sobre isso. Nessa última semana eu continuo percorrendo as ruas, continuo fazendo o que faço sempre, que é trabalhar todos os dias. Eu tenho plena convicção que vou vencer em primeiro turno".

Diante da convicção de vitória, Marquinhos afirma que sendo eleito, pretende procurar Alcides Bernal para tomar conhecimento sobre a situação econômica do município. "Vou procurar o atual prefeito para tomar conhecimento da situação do município, vamos tomar pé da situação econômica e financeira e montar nossa equipe de transição".

Suel Ferrant (PSTU) destaca que continua se reunindo com a classe trabalhadora e confia em um resultado diferente do que vem sento apresentado nas pesquisas eleitorais. "Vamos continuar fazendo o nosso trabalho nessa última semana, estamos fazendo reuniões com a classe trabalhadora, as pessoas estão reconhecendo nossa luta e defendendo a nossa bandeira".

A candidata do PSOL, Rosana Santos também destaca que vai intensificar as reuniões com eleitores e confia em um resultado positivo para assumir a prefeitura da Capital. "Vamos intensificar ainda mais as reuniões pelas ruas da Capital, nas redes sociais também e acredito sim, que teremos grandes surpresas no resultado das urnas. Acho muito estranho tantas pesquisas serem divulgadas, mas quando estamos na rua, conversando com a população, muitos dizem que não responderam questionamentos de pesquisas".

Aroldo Figueiró (PTN) aposta no corpo a corpo e garante que vem caindo no agrado do eleitorado, ao insistir para que aqueles que estão repudiando a classe política, parem apenas para ouvir as propostas dos candidatos que pleiteiam o cargo".

Athayde Nery (PPS) deposita sua fá nos eleitores que demonstram que estão indecisos e acredita no nos últimos minutos, o elegido será outro e não aquele que vem se destacando nas pesquisas realizadas. "Os debates serão importantes, participando dele e se destacando, conseguimos demonstrar nossa intenção para os eleitores e tem muita gente indecisa na Capital e eu tenho certeza que isso por ser o ponto principal das eleições, acredito que teremos grandes surpresas".

O candidato do PPS faz questão de relembrar que nas pesquisas para o governo do Estado, Delcídio do Amaral (Ex-PT) aparecia na frente, disputou segundo turno e perdeu para o candidato Reinaldo Azambuja. "Temos diversos exemplos de pesquisas que não deram certo na Capital, se relembrar, era para Delcídio ser o governador do Estado e não o Reinaldo. Edson Giroto seria o prefeito segundo as pesquisas e não foi. Então eu acredito que no final, tudo pode mudar".

Veja também