TCE 21 a 27/06/2021
Menu
sexta, 25 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
Política

Capitão Contar apresenta emenda com duas alterações e suspende votação do PDV

O Programa de Desligamento Voluntário "foi criado com o objetivo de reduzir a folha do Estado, pois está sobrecarregada."

10 abril 2019 - 09h02Por Da redação/ALMS

O deputado estadual Capitão Contar apresentou uma emenda com duas alterações em relação ao Projeto de Lei 39/2019, o PDV (Programa de Desligamento Voluntário). O fato ocorreu na manhã desta terça-feira (9), durante a sessão ordinária da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do sul), e por conta disso, o projeto foi retirado de pauta e a votação foi suspensa.

“O PDV foi criado com o objetivo de reduzir a folha do Estado, pois está sobrecarregada. Por outro, estes servidores teriam o respaldo de ser indenizados. Porém, algumas pessoas são servidoras concursadas e comissionadas”, fala o parlamentar e completa, “de um lado, ela abre mão de um cargo concursado, recebe uma indenização dos cofres do Estado e continua na folha como comissionada. Não vejo como isso vai reduzir o déficit”.

Por conta disso, o Capitão ressalta que, se o servidor concursado adere ao PDV, o efeito também tem que valer ao cargo comissionado. E em vez de ficarem dois anos longe do serviço público, eles ficarão cinco. “Isso também é para não transcorrer da pessoa sair da folha de pagamento como concursada e entrar como comissionada. E para deixar as contas no positivo, é preciso um tempo para o Governo coloque a casa em ordem. Isso em qualquer governo” salienta.