TCE MAIO
(67) 99826-0686

Sem contrato, coleta do lixo em Campo Grande acaba em fevereiro

Prefeito disse que futura gestão tem 60 dias para abrir licitação ou fazer contrato emergencial

28 DEZ 2016
Thiago de Souza
19h05min
Bernal diz que coleta pela Solurb termina em 60 dias

A coleta de lixo realizada pela Solurb em Campo Grande se encerra no dia 28 de fevereiro de 2017, disse o prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), após anunciar a anulação do contrato com o consórcio, na tarde desta quarta-feira (28). Por ser um serviço essencial, a atual gestão deu prazo de 60 dias para que o poder público procure uma nova empresa e faça um contrato emergencial. 

''Nós agimos de forma cautelosa e responsável. Nós estamos garantindo o pagamento para a Solurb para que o serviço não seja interrompido e dando prazo para a nova gestão escolher outra empresa'', avisou Bernal. 

Os demais serviços prestados pela empresa como capinagem, pintura de meio fio, limpeza de sarjetas e roçada ficarão suspensos a partir da publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), que deve ganhar uma edição extra nesta quarta-feira. Foram nesses serviços que a comissão montada pela Prefeitura constatou superfaturamento na prestação dos trabalhos, conforme o secretário de Obras Amilton Cândido. ‘’ Fomos in loco e vimos que o que era cobrado pela empresa era superior ao que a mesma realizava’’, denunciou. Bernal disse que a prefeitura tem meios próprios para fazer trabalhos de capinagem, limpeza de sarjeta e roçada. 

''A nossa comissão comprovou que o laudo encaminhado pela Polícia Federal apontando irregularidades estava certo, por isso determinamos a anulação do contrato'', alegou Denir Nantes, procurador-jurídico da Prefeitura. Segundo Nantes, o superfaturamento é estimado em R$ 120 milhões desde que o contrato foi celebrado em 2012.

 

Veja também