TJMS
(67) 99826-0686

Última colocada, vereadora eleita se orgulha dos 1.929 votos: 'não teve dinheiro em troca'

Com apoio da classe, enfermeira Cida Amaral vai defender melhorias na saúde e os direitos das mulheres

9 OUT 2016
Kerolyn Araújo
18h00min
Foto: Divulgação/Assessoria

Vereadora eleita pelo PTN com 1929 votos, a enfermeira Cida Amaral é uma das duas mulheres que ocupará uma cadeira na Câmara Municipal de Campo Grande a partir do dia 1° de janeiro 2017. Com apoio da classe e fazendo campanha 'corpo-a-corpo', a vereadora quer lutar por melhorias na área da saúde.

A enfermeira é funcionária da Santa Casa de Campo Grande há 28 anos e atua na área de queimaduras do hospital, além de trabalhar na Secretaria de Saúde do Estado e ser professora há 29 anos de curso técnico em enfermagem. "Tive muito apoio dos profissionais da área, pacientes e ex-pacientes também. Meus 1929 votos foram os mais íntegros, pois não teve dinheiro em troca. Isso me deixou mais leve e com a sensação de ter sido a primeira colocada", frisou a vereadora eleita.

Em 2014, Cida concorreu às eleições para o cargo de deputada estadual, recebeu 3469 votos, mas não foi eleita. Agora, como vereadora, ela quer lutar por melhorias na área da saúde e, principalmente, pela valorização da classe dos enfermeiros. "Quero defender a jornada de trabalho de 30 horas para os servidores da área da saúde, lutar pela melhoria salarial e valorização dos servidores", disse.

Conforme a enfermeira, somente em Campo Grande trabalham aproximadamente 10 mil enfermeiros e a categoria é a 2ª maior do país. "Quero fazer a diferença, representar o povo com dignidade, sabedoria e mostrar qual é o trabalho do vereador na sociedade".

Apesar de representar 51% do eleitorado, apenas duas mulheres foram eleitas vereadoras em Campo Grande. "Falam em direito iguais, mas que direitos são esses? O país deve ter direitos iguais de verdade, com mais mulheres inseridas na política", finalizou. 

Veja também