(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Comissão Processante cria estratégia para evitar manobra de Bernal

Cassação

16 DEZ 2013
Juliene Katayama
12h28min
Foto: Izaias Medeiros/Câmara

A Comissante Processante está correndo contra o tempo para encerrar o processo até o fim do ano. Para evitar novas manobras do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), para adiar o encerramento da investigação, os vereadores nomearam a procuradora da Câmara, Ednea Moura de Castro, para fazer a defesa paralela do prefeito.


"Para evitar o retardamento, vamos disponibilizar cópia do processo a Ednea Moura de Castro, defensora ativa do denunciado", afirmou Edil Albuquerque (PMDB), presidente da Processante.

Os vereadores tomaram a iniciativa para se precaverem caso o prefeito desconstituir seu advogado, Jesus Sobrinho, com o único objetivo de retardar os trabalhos da comissão. A nomeação foi anunciada na manhã de hoje (16), depois da ausência de Bernal à oitiva da Comissão Processante.

A justificativa da ausência do prefeito, pela quarta vez, não foi aceita pelos vereadores que decidiram dar prosseguimento ao processo. Agora, Bernal terá de entregar sua defesa, por escrito, entre os dias 18 e 23 de dezembro. Depois disso, o relator, vereador Flávio César (PTdoB), irá concluir o relatório e encaminhar ao presidente da Casa, vereador Maario Cesar (PMDB), para marcar a sessão de julgamento.

De acordo com o cronograma da Comissão Processante, a sessão de julgamento deve ocorrer no dia 30 de dezembro. Os integrantes querem definir a situação política-administrativa de Campo Grande ainda este ano.

Veja também