(67) 99826-0686
Camara Maio

Vaga de Alceu Bueno poderá de ser recomposta na Comissão Processante

Remanejamento

10 DEZ 2013
Juliene Katayama
11h00min
Foto: Geovanni Gomes

Se o vereador Alceu Bueno (PSL) for cassado hoje (10), a Comissão Processante terá de fazer uma nova eleição para recompor a comissão. Segundo o relator, vereador Flávio César (PTdoB), essa será a medida tomada em caso de afastamento de Alceu.

O julgamento de Alceu seria realizado na sessão de ontem (9) do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), mas foi adiado para a tarde de hoje. Flávio disse que não tem suplentes para os integrantes para a Processante e, por isso, seria necessário novo sorteio. 


Alceu será julgado pela acusação de compra de votos. No mesmo processo, estavam Mario Cesar (PMDB), considerado inocente em outubro deste ano pelo TRE-MS, e os condenados, ontem, Thais Helena (PT) - vereadora lucenciada para aSecretaria de Assistência Social -, Delei Pinheiro (PSD) e Paulo Pedra (PDT).


Entenda- O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou os vereadores Paulo Pedra, Thaís Helena, Delei Pinheiro e Alceu Bueno sob a acusação de distribuírem vale combustível em troca de votos. Os veículos eram abastecidos nos postos da Rede Trokar.

O juiz da 35ª Zona Eleitoral, Flávio Saad Peron, determinou a realização de busca e apreensão nos escritórios dos postos de combustíveis e nos comitês dos vereadores eleitos. De acordo com a investigação, as requisições apreendidas continham as placas dos veículos que foram abastecidos ou nomes dos beneficiários. 

Além das requisições, foram apreendidos grande quantia de dinheiro, folhas de cheques, contratos particulares de compra e venda de combustíveis em nomes dos quatro vereadores

Veja também