Menu
sexta, 14 de agosto de 2020
Política

Vereadores decidem desmembrar projeto que prevê a redução da tarifa do transporte coletivo

Projeto

07 novembro 2013 - 11h50Por Ana Rita Chagas e Juliene Katayama

Após reunião a portas fechada com o Procurador Geral do Município, Denir de Souza Nantes e diretora- presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos, Delegados de Campo Grande, Ritva Cecília de Queiroz Garcia Vieira, os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande optaram por desmembrar o projeto de lei complementar que prevê a redução da tarifa do transporte coletivo, em Campo Grande, nesta quinta-feira (7).

De acordo com os vereadores, para este ano será utilizado o Fundo da Agência Reguladora e não mais o da contingência, que tem o valor de R$ 3 milhões, como estava previsto. Conforme acordado na reunião, para 2014 e 2015 deverá ser utilizado a compensação do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), na Lei Orçamentária e no Plano Plurianual.

O prefeito Alcides Bernal tem dois meses para adequar as propostas. " Ao invés de aprovar o pacotão optou-se pelo desmembramento e hoje, ainda pode ser votado a compensação do ISS deste ano", afirma Eduardo Romero (PTdoB). Segundo o vereador, a decisão foi tomada porque " o Executivo não conseguiu apresentar a compensação do ISS, por isso a demora. Para Paulo Siufi, a demora para resolver o impasse foi desnecessária. " É a 5ª vez que eles veêm e não falam nada", disse o vereador. 

Leia Também

Sexta-feira será quente e chuvosa em algumas regiões de MS
Cidades
Sexta-feira será quente e chuvosa em algumas regiões de MS
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Cidade Morena
Cloroquina 'some' das farmácias e preço vai às alturas; pacientes com lúpus são prejudicados
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Cidade Morena
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça
Cidade Morena
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça