TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Compromisso era de não retornar à secretaria independente das eleições, afirma Rose Modesto

Vice-governadora afirmou que programas da pasta serão mantidos

9 NOV 2016
19h00min
Foto: André de Abreu

A vice-governadora Rose Modesto (PSDB) afirmou que, quando deixou a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho em abril, o compromisso era de não retornar após a eleição. Assim, a tucana afasta as especulações de que estaria sendo preterida no Governo do Estado.

Rose ainda afirmou que os programas mantidos pela Sedhast serão mantidos. “Independente do resultado [das eleições] o compromisso continua. Minha luta continua não apenas apoiando esta secretaria, mas apoiando e acompanhando as demais”, disse.

A vice-governadora comentou que irá exercer seu papel e irá governar Mato Grosso do Sul ao lado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). “Ontem eu estava em Brasília com a ministra Cármen Lúcia e mais 20 governadores discutindo os interesses do Estado e é isso que vou continuar fazendo”, completou.

Ela destacou que a equipe da Sedhast está montada desde abril, quando se descompatibilizou do cargo e assumiu a adjunta Elisa Cléia Pinheiro Rodrigues Nobre. “A secretaria não vai sofrer nenhum tipo de alteração. Nossa equipe está toda montada lá. Já são oito meses”, disse.

Rose Modesto disputou segundo turno das eleições com Marquinhos Trad (PSD) e ficou em segundo lugar, com 41,23% dos votos válidos, contra 58,77% de Trad, eleito prefeito da Capital.

Veja também