TJMS AGOSTO
Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Política

Durante caminhada, Alex critica Bernal, garante fila zero em Ceinf e promete reduzir taxa de esgoto

O candidato quer campanha de paz, mas diz que não pode ignorar problemas e destaca erros de Alcides Bernal

25 agosto 2016 - 16h58Por Dany Nascimento

Ao caminhar pelas ruas do bairro Universitário, o candidato a prefeito da Capital, Alex do PT, afirmou que prega uma campanha de paz, mas não pode 'tapar o sol com a peneira' diante dos diversos problemas apontados pela população. O petista alega que presenciou a cidade mais bonita do Centro-Oeste se transformar em um caos e garante ter capacidade de reorganizar a casa.

Alex diz que não será um 'ponto de desequilíbrio como gestor’ e ressalta que, caso seja eleito em 2016, caminhará de mãos dadas com a Câmara Municipal. "A campanha de paz não significa abrir mão de analisar e questionar, apresentamos soluções possíveis. Campo Grande atualmente não cuida dos cemitérios, não cuida das vias, não temos vagas nos Ceinfs, a Capital retrocedeu. Campo Grande era cidade mais bonita do Centro-Oeste, hoje em dia perdeu esse posto. Vamos, a partir de agora, recuperar. Eu tenho condições políticas de gestão para equacionar os problemas. Eu não serei um problema na administração, não serei um ponto de desequilíbrio na futura administração, não vai ter queda de braço, vai ter paz para melhorar Campo Grande".

O candidato acredita que o atual gestor, Alcides Bernal (PP) administra sem ouvir as reivindicações das pessoas. "O Povo não está sendo ouvido, temos confiança na nossa capacidade de fazer política. Temos uma boa recepção, graças a Deus, temos uma campanha pacífica, tranquila, de proposta e debate, ouvindo o povo. Consideramos esse ambiente extremamente positivo. Desde início percebemos que tem espaço para nossa candidatura, oferecemos propostas sérias e possíveis  de serem implementadas".

Entre os objetivos, Alex garante que, em quatro anos de gestão, consegue zerar a fila dos Ceinfs e não pretende exigir quilometragem de distância para conceder passe de ônibus para estudantes. "Vamos zerar a fila do Ceinf, em quatro anos não terá fila, as pessoas podem ter certeza, não vai ter lista de espera, 20 mil crianças fora do Ceinf, vamos acabar com limite de quilômetros para criança pegar ônibus e ir para e escola".

Além disso, o candidato destaca que a Capital tem dinheiro em caixa, capaz de diminuir taxas. "Vamos exigir uma cobrança menor de taxa mínima da água e a redução da cobrança do esgoto, de 70% sobre o valor da água vamos baixar para 40%. É possível fazer, temos 80% de Campo Grande saneada, temos um contrato até 2060 com a Águas Guarirobas. É possível readequar esse contrato em termos que beneficia a população, não tem necessidade dessa cobrança exagerada. Vamos substituir todas as luminárias de Campo Grande por led".

Leia Também

BURACO ERRADO: homem descobre traição em festinha de casais, quebra motel e agride PM em Dourados
Interior
BURACO ERRADO: homem descobre traição em festinha de casais, quebra motel e agride PM em Dourados
Gordinha tieta goleiro Bruno e leitor faz piada: 'precisa de dez cachorros para devorá-la'
Geral
Gordinha tieta goleiro Bruno e leitor faz piada: 'precisa de dez cachorros para devorá-la'
CRIME E CASTIGO: depois de assassinar esposa a facadas, homem bate o carro e morre ao fugir
Geral
CRIME E CASTIGO: depois de assassinar esposa a facadas, homem bate o carro e morre ao fugir
Depois de seis dias 'na lona', Delcídio tem alta da 'covidengue' em Campo Grande
Cidade Morena
Depois de seis dias 'na lona', Delcídio tem alta da 'covidengue' em Campo Grande