Menu
quarta, 21 de outubro de 2020
Política

Delcídio alerta sobre riscos do resultado pífio da CPI da Saúde

Sem culpados

06 dezembro 2013 - 14h39Por Juliene Katayama

O senador Delcídio do Amaral (PT) alertou sobre os perigos de ter concluído a CPI da Saúde, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, sem apontar os culpados pelas irregularidades detectadas pela investigação. Para o petista, o resultado do trabalho que durou 187 dias foi pífio.

"Avaliando os desdobramentos da pífia CPI da Saúde da AL/MS... Vale o ditado: 'a esperteza, quando é muita, fica grande e come o dono!'", afirmou Delcídio no Twitter, na manhã de hoje (06).


Segundo o relatório final da CPI da Saúde, a comissão detectou diversas irregularidades e ilegalidades no setor e pediu providências a 13 órgãos públicos. No entanto, no dia da votação do relatório, o presidente da comissão, deputado estadual Amarildo Cruz (PT), apresentou voto contrário ao do relator, Júnior Mochi (PMDB), mas foi rejeitado pelos demais integrantes.


O petista pediu o indiciamento do ex-diretor do Hospital do Câncer, Adalberto Siufi; do ex-diretor do Hospital Universitário, José Carlos Dorsa; ex-prefeito e atual secretário Nelsinho Trad (Extraordinário de Articulação, de Desenvolvimento Regional e dos Municípios); Naim Alfredo Beydoun (sócio proprietário da Telemídia); deputado federal e ex-secretário municipal de Saúde Luiz Henrique Mandetta; ex-secretário Leandro Mazina Martins (Saúde); chefe da Divisão de Convênios Silvia Raquel Bambokian; coordenadora do grupo gestor do sistema Gisa, Maria Cristina Abrão Nachif; presidente do Instituto Municipal de Tecnologia da Informação, João Mitumaça Yamaura; e do ex-chefe do setor de licitação Bertholdo Figueiró Filho. 


Diante do voto derrubado de Amarildo, Delcídio criticou a atuação política na CPI da Saúde. "Pior que partidarizar CPI, é 'privatizar' a saúde de Campo Grande!", criticou o senador. 

Leia Também

Em queda de braço com João Dória, Bolsonaro afirma que não vai comprar vacina da China
Política
Em queda de braço com João Dória, Bolsonaro afirma que não vai comprar vacina da China
Adolescente esfaqueia pai bêbado para defender mãe de agressão
Polícia
Adolescente esfaqueia pai bêbado para defender mãe de agressão
Homem compra celular com defeito e apanha ao tentar trocar aparelho no Jardim Presidente
Polícia
Homem compra celular com defeito e apanha ao tentar trocar aparelho no Jardim Presidente
Mulher morre em acidente entre carreta e moto na BR-163
Interior
Mulher morre em acidente entre carreta e moto na BR-163