TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Política

Deputada quer corte de 50% na cota parlamentar; bolsonarista vê exagero e vai analisar projeto

Medida cortaria R$ 10 milhões mensais de todos os deputados federais

13 maio 2020 - 17h00Por Rayani Santa Cruz
Deputada quer corte de 50% na cota parlamentar; bolsonarista vê exagero e vai analisar projeto

A deputada federal Rose Modesto (PSDB) assinou requerimento para que o projeto 16/2020, que destina 50% da cota parlamentar de cada deputado para combate à pandemia, seja votado de forma urgente na Câmara Federal. 

“Estaremos cortando mais de R$ 10 milhões mensais de todos os deputados que vão ser usados para enfrentar a crise financeira e para atender as vítimas de Covid-19”, disse a deputada. 

Ela acredita que o corte no orçamento deve ajudar no enfrentamento a covid-19. Já o deputado bolsonarista Luiz Ovando (PSL) afirma que primeiramente deve-se ver a real necessidade da proposta. Para ele, os valores liberados até o momento devem ser suficientes para suprir as necessidades do país. 

“Estou acompanhando a sessão remota e está havendo certo exagero [de parlamentares], pela quantidade de dinheiro que já foi disponibilizado. A gente não tem orçamento e projeção de gastos. Tenho percebido que todos estão focados somente nisso”, comentou o parlamentar, que citou também medidas como auxílio de R$ 600 e socorro aos municípios que já foram aprovados pelo Congresso Nacional.

Ovando disse que não é contra o projeto, mas no momento é necessário verificar para aonde iria este montante, já que a Câmara é uma instituição cara e necessita efetuar pagamentos de corpo técnico, jurídico e demais funções. 

O bolsonarista chega a soar que enxerga como “onda” os diversos projetos de lei sobre a crise sanitária.