Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Política

Deputado lamenta morte de menina de 11 anos e diz que liberação de arma é falsa segurança

Vander ainda afirma que o presidente Jair Bolsonaro, mesmo com treinamento, perdeu a arma quando foi atacado

18 março 2019 - 15h14Por Rodson Willyams

O deputado federal Vander Loubet (PT) lamentou a morte da pequena Heloisa da Silva Antunes, 11 anos, que supostamente cometeu suicídio ao pegar a arma do pai neste domingo (17), em Mundo Novo, distante 458 km de Campo Grande.

Para o parlamentar, a menina se junta às vítimas do massacre de Suzano e as mortes devem servir de alerta quanto à flexibilização de armas proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

"Lamentavelmente, o episódio triste dessa menina se soma à tragédia de Suzano. Vejo esses dois casos como um alerta para a nossa sociedade. Por isso sigo contrário à posse e ao porte de armas", diz o deputado.

Ele afirma que a arma foi feita com apenas um propósito, o de matar. "Armas de fogo foram feitas para matar, essa é a realidade. Precisamos falar claramente sobre essa questão. Armar a população não vai ajudar a resolver o problema da violência no Brasil. Pelo contrário, eu acredito na tese e nos estudos que apontam que a violência vai crescer".

Para Vander, o máximo que pode acontecer é as pessoas terem uma falsa sensação de segurança ao ter um revólver em casa ou na cintura. "Vejam o exemplo do próprio presidente Jair Bolsonaro: é militar, foi um sujeito treinado para manusear armas e, mesmo assim, quando foi assaltado, não conseguiu reagir e ainda por cima teve a pistola levada pelos criminosos".

Brasil não é Estados Unidos

Loubet afirma que o Brasil não pode se comparar ao Estados Unidos. "Algumas pessoas quererem que o Brasil seja igual aos Estados Unidos, onde o porte de arma é liberado. Os Estados Unidos tem a maior taxa de mortes por armas de fogo entre os países desenvolvidos do mundo. É o país onde tragédias como a de Suzano mais acontecem. Sinceramente, acho que não pode ser a nossa referência nessa questão".

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar