ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Deputado promete ir até o fim contra "adesões costuradas clandestinamente"

Guerra política

2 DEZ 2013
Juliene Katayama
15h59min
Foto: Luis Macedo/Agência Câmara/Arquivo

O deputado federal Fábio Trad (PMDB) prometeu ir até o fim contra peemedebistas que aderiu à base de sustentação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Para o parlamentar, o partido foi eleito para fazer oposição ao Executivo e, portanto, os vereadores do PMDB devem continuar fazendo oposição.

"Por uma questão de coerência e respeito à vontade popular que elegeu o PMDB para ser oposição em Campo Grande", afirmou Fábio Trad. O PMDB disputou a prefeitura da Capital com o então deputado federal, Edson Giroto (hoje PR), e perdeu no segundo turno para Bernal.

O deputado disse ainda que recorrer a quem for preciso para expulsar os infiéis partidários. "Defenderei junto ao Diretório municipal, estadual e federal a expulsão do partido de correligionário que aderir à base de sustentação política do atual prefeito de Campo Grande, ajuizando, se preciso for, ações junto aos tribunais eleitorais em defesa do princípio da fidelidade partidária", disse.

Fábio Trad condenou os correligionários que estão indo de encontro com os princípios do partido. "Condenáveis adesões costuradas clandestinamente com a prevalência de interesses pessoais em detrimento aos cânones estatutários do partido", ressaltou.

Reunião secreta - Na manhã de hoje, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Jerson Domingos (PMDB) se reuniu com o senador Delcídio do Amaral, pré-candidato ao governo do Estado, para cooptar o vereador Airton Saraiva (DEM). 

Segundo informações, esta não é a primeira vez que o peemedebista estaria ajudando o prefeito da Capital. Jerson foi procurado por diversas vezes por Bernal para ajudá-lo nas questões político-administrativas.

Veja também