Menu
sábado, 08 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Política

Político pode bloquear eleitor nas redes sociais? Deputados defendem medidas contra 'haters'

No projeto da Lei das Fake News, senador quer proibir o bloqueio de usuários por pessoas públicas

05 julho 2020 - 15h15Por Rayani Santa Cruz

Os deputados federais Fábio Trad (PSD), Beto Pereira (PSDB) e Luiz Ovando (PSL) concordam que bloquear haters que promovem ofensas, xingamentos e ameaças nas redes sociais seja o melhor caminho para lidar com o ódio espalhado na rede.

O assunto veio a tona após o senador Angelo Coronel (PSD-BA), apresentar um  substitutivo ao projeto de combate às Fake News (PL 2.630/2020), que tramita no Senado Federal.

O substitutivo prevê que cidadãos eleitos, como presidente, governadores e senadores não poderão bloquear usuários em redes sociais, já que suas contas são consideradas de interesse público. O texto cria ainda um conselho para avaliar ações e políticas sobre as redes sociais. 

Mas, afinal, essa seria uma solução para o problema? Em tempos de polarização política e centenas de perfis fakes, e gabinetes do ódio especializados em disseminar fakes, xingamentos e ameaças são cada vez mais comuns nas redes sociais... E os principais alvos são políticos e suas páginas.

Robôs e ofensas

Questionado, o deputado Fábio Trad diz que, por enquanto, faz o bloqueio nessa situação. Mas, acha válida a ideia do senador. “Eu bloqueio quando há xingamentos e os posts derivam de robôs. Entretanto, acho válida a ideia do senador relator, desde que tenhamos mecanismos mais ágeis e eficazes de prevenir e punir o abuso de linguagem que transborda para as ofensas pessoais gratuitas”.

Legislação

Para Beto Pereira, é necessário legislação e regulamentação do uso. “Precisamos de uma legislação que regulamente e discipline o uso das redes sociais. Sou a favor do diálogo, sempre. Mesmo quando recebemos críticas de nossos eleitores devemos dialogar com eles. Porém, quando há ação de "haters", xingamentos, ofensas, para qualquer pessoa e não só para políticos, sou a favor de bloquear o usuário”.

Amadurecer ideia

O bolsonarista Luiz Ovando (PSL) afirma que, como cidadão comum, é dever bloquear usuários desse tipo. Mas, como político, tem que se avaliar vários fatores, entre eles, se o perfil é fake e a mensagem é pura ofensa mesmo. Ou se é de um eleitor fazendo críticas. “Acho que não pode proibir de bloquear. Tem que verificar os motivos das mensagens. É uma ideia a ser amadurecida”.

Leia Também

Ciro Gomes diz que trabalha para ser presidente e prender família Bolsonaro
Geral
Ciro Gomes diz que trabalha para ser presidente e prender família Bolsonaro
Corpo de mulher é achado enterrado em casa abandonada e dois são presos em Três Lagoas
Interior
Corpo de mulher é achado enterrado em casa abandonada e dois são presos em Três Lagoas
Saúde de Corumbá anuncia mais quatro mortes pela covid; total é 57
Cidade Morena
Saúde de Corumbá anuncia mais quatro mortes pela covid; total é 57
Com mais 1079 mortes, Brasil se aproxima dos 100 mil óbitos pela covid-19
Geral
Com mais 1079 mortes, Brasil se aproxima dos 100 mil óbitos pela covid-19