(67) 99826-0686
Vale universidade

Derrota do governo: CCJ inverte pauta de audiência para retardar reforma da Previdência

Três deputados de MS participam da discussão

15 ABR 2019
Celso Bejarano Jr. - Brasília-DF
17h16min
Foto: Celso Bejarano Jr.

Por 50 votos a cinco, integrantes da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, inverteram a posição do debate, na tarde desta segunda-feira (15). Ao invés de votarem primeiro a reforma da Previdência, o colegiado vai discutir a PEC que determina a execução obrigatória das emendas estaduais ao Orçamento da União.

Os parlamentares discutiram quase quatro horas até decidirem pela inversão. A definição foi anunciada perto das 18h (horário de Brasília). Dependendo do tempo da discussão acerca da PEC 34, há a probabilidade da proposta da Previdência ser transferida para amanhã, terça-feira (16).

Três parlamentares de Mato Grosso do Sul participam dos debates – Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD) e Tio Trutis, do PSL. Embora o desfecho da inversão tenha contrariado os parlamentares que apoiam o presidente Jair Bolsonaro, ainda não ocorreu nenhuma incidência no Plenário da CCJ.

Na última audiência, na semana passada, um dos parlamentares governistas foi acusado por colegas de entrar armado na reunião. Ele negou e mostrou que carregava um coldre vazio na cintura.

 

 

 

 

 

Veja também