(67) 99826-0686

Pesquisa eleitoral sobre 2014 confunde eleitores com sigla parecida ao Ibope

Parece mas não é

13 DEZ 2013
Carlos Guessy e Ana Rita Chagas
14h05min
A intenção de votos mostra reviravolta. Instituto não é reconhecido. Imagem: divulgação.

Foi divulgada ontem (12), em diversos veículos de comunicação do Estado, uma pesquisa mostrando as intenções de voto para o Governo de MS entre os eleitores da Capital.

Segundo o levantamento da suposta pesquisa eleitoral do Instituto Idope, no período que compreende os dias 30 de novembro e 9 de dezembro de 2013, ouvindo 1.514 eleitores em Campo Grande.

Pelos dados da pesquisa, Nelson Trad Filho apresentou vantagem de 5,88% sobre o pré-candidato o senador Delcídio do Amaral (PT), que ficou em segundo lugar.

O Instituto Idope não tem página oficial na internet e lembra muito o nome do famoso Instituto Ibope ( Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) fundado em 1942, órgão que detém grande credibilidade pelo eleitorado nacional.

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foi procurada para se manifestar sobre essa pesquisa que está repercutindo nas ruas da Capital. "Não temos nada registrado aqui no órgão. Não sabemos de onde saiu essa pesquisa. É obrigatório por lei, registrar as pesquisas apenas em ano eleitoral, no caso em 2014", afirmou a assessoria.

Pedro Kemp disse hoje pela manhã ao TopMídia News, que o resultado do levantamento não condiz com a realidade do ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB). "Até pelo fato de ele ter sofrido uma série de desgates nas últimas semanas, esse resultado me causa estranheza. Mas temos pesquisas internas que mostram um boa situação de Delcídio", afirmou Kemp.

Procurado pela reportagem, o Secretário Estadual de Articulação e Desenvolvimento Regional e dos Municípios, Nelson Trad Filho (PMDB) não pode conceder entrevista porque estava em viagem com o governador André Puccinelli (PMDB).

Veja também