tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Desembargador pede vista e Mario Cesar permanece afastado

09 setembro 2015 - 10h40Por Vinícius Squinelo

O desembargador Romero Osme Dias Lopes pediu vista e adiou a análise do agravo de instrumento que pode determinar a volta de Mario Cesar aos cargos de vereador por Campo Grande e presidente da Câmara Municipal. O adiamento foi determinado na manhã desta quarta-feira (9), quando o processo era analisado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do parlamentar afastado.


É a terceira vez que o presidente afastado da Câmara Municipal da Capital tenta retomar o posto. Nas outras duas tentativas teve o pedido negado por outro desembargador, Luiz Cláudio Bonassini da Silva. Não há novo prazo para julgamento.


Os advogados de Mario Cesar, Leonardo e Rafael Medeiros Duarte, tentam reverter os efeitos da suspensão acatada por Bonassini, que aceitou a solicitação do Ministério Público Estadual, e manteve o vereador afastado do exercício do cargo por meio de afastamento de suas funções e que ainda determinou o impedimento do presidente de entrar no prédio da Casa de Leis.


O parlamentar é um dos nove vereadores investigados na Operação Coffe Break, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), do Ministério Público Estadual.


As outras duas solicitações feitas pelo vereador para retornar ao cargo foram negadas na Justiça estadual. A mesma medida vale para o prefeito afastado Gilmar Olarte, do PP.