tce janeiro
SENAR 26/01
Menu
quarta, 26 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Despreocupado, Elizeu ignora ação de Coringa para 'tomar seu lugar' em Brasília

28 novembro 2015 - 10h03Por Dany Nascimento

O deputado federal Elizeu Dionizio (PSDB) garante que está despreocupado com a ação judicial movida por seu suplente, o vereador Coringa (PSD), para a perda do mandato eletivo por infidelidade partidária.

Ele afirma que está focado nos problemas que o país enfrenta e a vontade do Coringa em ser seu substituto foi remetida aos  advogados. "O Brasil vive um momento de crise social, temos temas mais importantes para tocar do que ficar discutindo com o Coringa sobre função. Essa questão eu já deixei nas mãos dos advogados", diz o deputado.

Coringa entrou com a ação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) alegando que Dionísio teria cometido 'infidelidade partidária' ao migrar do SD para o PSDB no mês passado e acredita que, através de uma liminar, ocupará a cadeira de Elizeu. Dionísio ocupa a suplência de Marcio Monteiro (PSDB), nomeado como secretário de Estado de fazenda pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Questionado sobre o objetivo de Coringa, Dionísio diz que 'prefere não destacar opiniões pessoais' à respeito da atitude do parlamentar. "Eu não tenho condições de repercutir nada sobre essa questão, se eu falar seria uma opinião pessoal e estou com um volume extenso de trabalho, que prefiro não entrar nessa questão".

De acordo com o documento protocolado por Coringa, o SD alegou que a saída de Elizeu aconteceu por vontade própria, sem expulsão ou benefício da janela partidária e, ao consultar as executivas nacional e estadual, o parlamentar foi informado que ambos estão aguardando a filiação oficial do deputado no PSDB para agirem.