TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Em meio a tumulto, Temer foge da imprensa em Campo Grande

04 março 2016 - 11h21Por Airton Raes e Rodson Willyams
Em meio a tumulto, Temer foge da imprensa em Campo Grande

Gerou tumulto a partida do vice-presidente do País, Michel Temer (PMDB), do diretório estadual do PMDB na manhã desta sexta-feira (4), em Campo Grande. Temer se negou a falar com a imprensa local e a tentativa de bloqueio pelos seguranças acabou em empurra-empurra e confusão.

O vice-presidente visita a Capital em meio à polêmica sobre o suposto envolvimento da presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva nas denúncias de desvio de recursos na Petrobras na Operação lava-Jato, após vazamento da suposta delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT). 

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) estava no evento e rompeu o isolamento dos seguranças para falar com a imprensa. Puccinelli não acredita que as denúncias sejam verdadeiras. “Mas espero a análise de Brasília para ver que providências serão tomadas”, disse.

Em seu discurso na sede do partido, Temer enalteceu o PMDB de Mato Grosso do Sul e solicitou ao presidente da sigla no MS e presidente da Assmebleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), que fizessem um esforço para aumentar o número de prefeitos no Estado e aumentasse a bancada de vereadores. Mochi afirmou que o PMDB planeja lançar candidatura em todos os 79 municípios do mato Grosso do Sul e tem com o meta garantir a eleição de um terço das prefeituras.