Menu
segunda, 17 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Política

Enquete: em votação apertada, maioria dos leitores chama Bolsonaro de genocida

Bolsonaro começou a ser associado ao genocídio por causa do tratamento que deu à pandemia da covid-19

03 maio 2021 - 17h00Por Diana Christie

Enquete realizada pelo TopMídiaNews mostrou um pouquinho da polarização da política nacional. Com 762 votos, 51,18% dos leitores acreditam que o presidente Jair Bolsonaro deve ser chamado de genocida. Já 48,82% não concorda.

Apesar de receber acessos de todo o país, o portal tem abrangência apenas em Mato Grosso do Sul e revela a preferência apenas do próprio público. No entanto, a tendência de divisão é vista em todo o Brasil.

Bolsonaro começou a ser associado ao genocídio por causa do tratamento que deu à pandemia da covid-19. Opositores acusam o presidente de negligência e má gestão, especialmente com relação à compra de vacinas.

Números da covid-19

Mato Grosso do Sul registra, até o boletim epidemiológico desta segunda-feira (3), 5.812 mortes pelo novo coronavírus, com taxa de letalidade de 2,3%, o que significa que o risco a saúde é altíssimo. A média móvel dos últimos sete dias é de 880,7 mortes.

O número de casos confirmados desde o início da pandemia é de 250.365. Neste mês, os contaminados contabilizaram 32.587 pessoas.

No Brasil, são 406.437 mortes e 14.725.975 pessoas que já foram diagnosticadas com a doença, conforme dados enviados pelos estados ao Ministério da Saúde e ao Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) no fim do dia, ontem (3).

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os estados com o maior número de óbitos, respectivamente.