(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Enquete: para maioria dos leitores, moções de congratulação não tem valor

Deputado Tio Trutis levantou a polêmica e instaurou uma verdadeira 'guerra infinita' contra a Câmara Municipal de Campo Grande

13 MAI 2019
Luis Abraham
16h38min
Foto: Wesley Ortiz

Criadas com o nobre propósito de prestigiar personalidades da vida pública, as moções outorgadas pelo Poder Legislativo estão no centro de uma polêmica nas últimas semanas e a enquete da semana do TopMídiaNews quer saber: você concorda com uso de moções de congratulações por parlamentares?

Para 80% dos leitores, a moção é apenas um papel sem valor, quando não são acompanhadas das respectivas políticas de incetivo como na arte, segurança pública ou esporte, por exemplo. Já para 20% dos leitores, as homenagens tem valor sim, sendo uma forma de prestigiar as pessoas.

Ele tem razão?

No final de abril, o deputado Loester 'Tio' Trutis (PSL) havia publicado, no Twitter, que fica ‘puto’ quando vereadores ou deputados criam uma moção destinada a um aluno ou para um atleta.

De acordo com o parlamentar, o político eleito deveria trocar o papel por um ‘pedaço do próprio salário’.

O tema viralizou e chegou até a Câmara Municipal, colocando o político do PSL em rota de colisão com os vereadores, entre eles, o Delegado Welligton que chegou a dizer que iria 'prender' o empresário por desacato.

(Foto: reprodução/Twitter)

Opiniões divergentes

A polêmica está instaurada e longe de ter um fim, entre os homenageados, há quem defenda a opinião de Loester. ''É uma vergonha ver um atleta qualquer aí, que tem de vender brigadeiro no semáforo para poder disputar um torneio internacional. Pô, o cara foi selecionado no Brasil inteiro e não tem ajuda?'', questiona o atleta do beach tennis, Antonio Vieira, conhecido como ''Toni BT''.

De forma contrária e olhando pelo lado positivo da questão, o paratleta Thiago Augusto Amaral, diz que as homenagens são importantes, pois dão visibilidade aos desportistas. ''Isso também nos dá visibilidade para conseguir novos patrocínios'', destaca o atleta, 2º lugar no arremeso de peso e 3º lugar no lançamento de disco no torneio de Loterias Caixa.

Qual o limite para homenagear?

Em 2017, o então deputado Paulo Siufi (PMDB) apresentou moção de congratulação aos proprietários do restaurante Bella Parmegiana pelo bom atendimento prestado aos consumidores. Já em 2018, o emedebista homenageou um vendedor das Casas Bahia, por exercer a função com “com esmero e atenção, sendo um ponto diferencial para fidelização de todo cliente”.

Ao longo do mandato o parlamentar também concedeu a congratulação a diversos proprietários de box do Camelódromo de Campo Grande pela qualidade dos produtos vendidos no local.

De acordo com o regimento interno da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o requerimento que objetive manifestação de congratulação, agradecimento, apoio, louvor ou protesto, limitar–se–á a acontecimento de alta significação.

(Foto: montagem)

Veja também