Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Estadual do PSDB reforça saída da base de Bernal

Quebra de aliança

22 OUT 2013
Juliene Katayama
11h19min
Foto: Giuliano Lopes/ ALMS

Depois do diretório municipal, agora é a vez da direção estadual homologar o desligamento do partido da administração do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). A decisão foi tomada, ontem, depois de uma reunião do presidente regional, deputado estadual Márcio Monteiro (PSDB), e os vereadores tucanos João Rocha e Professora Rose.

Os tucanos cobram mudanças defendidas durante a campanha eleitoral na área da Educação e Saúde. "Defendemos escola em tempo integral, transparência em tempo real das prestações de contas, pronto atendimento a idosos", afirmou Márcio Monteiro.

Para o presidente regional, Bernal já teve tempo suficiente para atender os pedidos do PSDB. "Demos apoio com compromisso dessas práticas. Passaram 10 meses e até hoje não tem nenhum esboço", pontuou Márcio Monteiro.

Indicações - O presidente regional afirmou que as duas nomeações de Bernal são indicações pessoais e não faz parte da cota do partido. "É equívoco dele", ressaltou. José Chadid e Leila Machado assumiram as pastas de Educação e Esporte, respectivamente.

Por não ter sido discutidas as nomeações pelo partido que o PSDB entende que os dois secretários foram infiéis partidários. Chadid já foi expulso na semana passada. O mesmo deve acontecer com Leila assim que seu período de afastamento por 120 dias encerrar.

Veja também