(67) 99826-0686
Camara Maio

Falta de diálogo poderá prejudicar Orçamento da Capital

Pendente

4 DEZ 2013
Juliene Katayama
12h44min
Foto: Izaias Medeiros/Câmara

A presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereadora Grazielle Machado (PR), garantiu que não mudará o calendário de votação do Orçamento marcado para os dias 18 e 19 de dezembro. A preocupação dos vereadores é para corrigir o PPA (Plano Plurianual), que deve ser votado antes do Orçamento, mas o Executivo não entregou o novo projeto.

O PPA chegou ao Legislativo com diversos erros. O prefeito pediu a dilatação do prazo para correção do dia 25 de novembro para o dia 2 de dezembro. Mas não entregou o novo projeto. Agora os vereadores correm contra o tempo para conseguir aprovar o projeto, mas com as devidas correções.

"Não vamos votar com ato de irresponsabilidade", ressaltou Grazielle. Ela acredita que os vereadores conseguirão corrigir em tempo hábil para entrar na pauta. A votação do PPA está previsto para os dias 12 e 17 de dezembro. Segundo ela, na gestão anterior havia diálogo para corrigir os erros dos projetos. "Na gestão anterior tinha interlocução".

O impasse está em não conseguir corrigir e, consequentemente, não votarem o Orçamento. A previsão orçamentária para o ano que vem é de R$ 2,9 bilhões. Sem a aprovaçao do Orçamento, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), terá de administrar com R$ 241 milhões - ouseja, um doze avos do total.

Além disso, outro problemas enfatizado pela vereadora é o ajuste das emendas parlamentares. Segundo ela, são mais de mil emendas propostas pelos vereadores. "Vamos conversar com vereadores ebuscar uma saída políticA", pontuou.

Veja também