(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Agora prefeito, conheça as principais promessas de Marquinhos Trad para 2017

Prefeito eleito herdará folha de pagamento e licitações atrasadas

2 JAN 2017
Thiago de Souza
07h00min
Foto: André de Abreu

Os desafios de Marquinhos Trad (PSD) à frente da Prefeitura de Campo Grande não serão poucos a partir do dia 1º de janeiro de 2017. Independente do setor, sobram reclamações da população e os recursos escassos mostram que a gestão tem de ser, acima de tudo honesta. Trad diz que irá rever contratos, buscar apoio federal e usar a tecnologia para tornar a administração eficiente.

Para tal, deve lembrar das promessas feitas durante a campanha eleitoral de 2016. Veja as principais abaixo: 

(Superlotação nas UPA's será desafio para o novo prefeito - Foto: Geovanni Gomes)    

Saúde 

Marquinhos Trad terá o desafio de suprir a falta de médicos nas Upas e postos de saúde, o que gera demora de até 8 horas para atendimento. Para isso, propõe a troca de informações por meio digital entre as unidades para acelerar e aumentar o número de atendimentos. 

Sobre a falta de leitos em hospitais, Marquinhos disse que a solução é fazer convênios médicos com unidades que tenham capacidade de atendimento. 

Uma de suas maiores promessas para a área está a criação da Clínica da Família, que vai contar com médicos, enfermeiros, assistentes sociais, cirurgiões dentistas e agentes de saúde. Trad garante que não vai faltar medicamentos nos postos, como visto durante a gestão Bernal. 

(Creche está inacabada na Vila Nasser em Campo Grande - Foto - Deivid Correa)

Educação 

O prefeito eleito promete concluir pelo menos 16 Ceinf’s (Centros de Educação Infantil). Com isso, estima reduzir o déficit de seis mil vagas para pelo menos três mil. Diz também que kits escolares e uniformes serão entregues no primeiro dia de aula, porém a licitação sequer foi aberta e há fortes chances de atraso. 

Sobre os profissionais da educação, Trad lamenta que a Campo Grande esteja entre as piores notas do Ideb (Índice de Educação do Ensino Básico) entre as capitais. Para reverter a situação, quer pagar 100% do piso salarial nacional aos professores. Este ano o reajuste salarial para a área foi de 3,31%. 

Transporte e Trânsito 

Disse que vai rever contratos com as concessionárias do transporte coletivo e saber por que a tarifa é uma das mais caras do país. Criar 4 novos terminais de transbordo e interligá-los por meio de faixas exclusivas para tornar a viagem mais rápida. 

O prefeito eleito disse que vai colocar Campo Grande na era das cidades inteligentes, ajustando os semáforos conforme o volume do tráfego. Além disso se compromete a construir o viaduto da ‘coca cola’ e a rotatória com semáforo na Via Parque, dois dos maiores gargalos no trânsito da Cidade Morena  

Habitação 

Marquinhos Diz que a cidade tem 40 mil pessoas vivendo de aluguel. Pretende construir casas para quem tem terreno e não consegue financiamento no banco. Atribui a sua passagem na secretaria de assuntos fundiários à extinção das favelas por determinado tempo na cidade.   

O futuro prefeito disse que vai rever critérios para distribuição das casas da Emha (Empresa Municipal de Habitação) para evitar que pessoas passem 20 anos aguardando na fila enquanto outras conseguem em seis meses. 

Segurança Pública

Sobre a Guarda Municipal, Marquinhos disse que não basta contratar agentes, mas dar condições de trabalho dignas, já que a corporação hoje  sofre problemas até com falta de fardas. Trad quer dobrar o número de viaturas patrulhando a cidade. 

Ainda no quesito segurança, pretende implantar um sistema de iluminação ‘decente’, além de limpar os terrenos baldios espalhados pela Capital.    

Veja também