TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Famosos participam de manifestações contra cortes na Educação

Nomes como Ana Hikari, Bruno Fagundes e os ex-BBBs Hana, Rodrigo e Gabi fizeram questão de ir para as ruas participar dos atos

16 MAI 2019
Da redação/Revista Quem Acontece
08h16min
Foto: Reprodução/Revista Quem Acontece

Na tarde desta quarta-feira (15), milhares de brasileiro foram às ruas para manifestar contra o corte de gastos na educação no país. Entre eles, muitos famosos fizeram questão de também participar dos atos. No Rio de Janeiro, Hana Khalil, Rodrigo França e Gabi Hebling foram juntos à manifestação no centro. Já em São Paulo, Bruno Fagundes e Ana Hikari marcaram presença no ato que aconteceu na Avenida Paulista.

"Eu acho que essa manifestação é muito importante e eu estou muito feliz que eu estou aqui e está gigantesca, muito maior do que eu imaginava", começou Ana sobre o movimento. "Tem gente de todas as idades: crianças, adolescentes galera de ensino médio, fundamental, pessoal das universidades. Está todo mundo unido porque é uma pauta muito importante." Para a QUEM, ela continuou falando um pouco sobre a importância da educação no país e no investimento que deve ser feito.

"Eu acho que investimento em educação deveria acontecer de maneira justa e eficiente, porque não dá para ter o sucateamento das escolas e das universidades públicas, não dá para ter corte de verba de pesquisa. As pessoas aspiram tanto ver um Brasil com futuro, com pesquisadores, com cientistas. O país é renomado mundialmente em várias áreas como engenharia, ciências, medicina, mas cortando verba para pesquisas, por exemplo, em universidades públicas  eu acho que é um retrocesso e é uma maneira muito ignorante de lidar com a questão da educação dentro do Brasil", afirmou.

Bruno Fagundes, filho de Antônio Fagundes, também falou sobre suas motivações para participar do ato, contando simmpatizar muito pela causa dos estudantes e educadores. "É absurdo e quase surreal ver estudantes de 15, 16 anos, manifestando contra cortes nessa área; deveria ser a agenda principal de qualquer Governo. Prezar pelo futuro dos nossos jovens. Nossa classe estudantil. Nossos Professores. Nossos futuros cidadãos", afirmou.

Veja também