Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
camara municipal
Política

Figueiró critica Cardozo por cancelar debate sobre questões indígenas

Desculpa chula

23 outubro 2013 - 13h34Por Juliene Katayama

O senador Ruben Figueiró (PSDB-MS) criticou a decisão do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de cancelar seu depoimento na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, marcada para esta quinta-feira (24), para discutir as questões indígenas.


“Confirmo minha impressão de que ele ‘empurrará esta sensível questão com a barriga’. O ministro decepciona mais uma vez”, disse Figueiró. Ele lembrou que o próprio Cardozo usou esta expressão para demonstrar interesse pelo tema durante reunião com políticos, produtores rurais e indígenas este ano.

A audiência pública previa um amplo debate sobre a demarcação de terras indígenas e os impactos na agricultura brasileira, com a presença do ministro da Justiça, da presidente da Funai, do procurador do Rio Grande do Sul, de representantes dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul e de Alagoas. A reunião foi remarcada para 14 de novembro, mas ainda não está confirmada.

“Parece-me que a chula desculpa do ministro para não comparecer ao debate seria aguardar a decisão do STF a respeito dos embargos declaratórios à Reserva Raposa Serra do Sol. Ninguém crê na seriedade dessa desculpa”, lamentou Figueiró.

Tensão - O senador sul-mato-grossense reforçou que o clima de tensão entre produtores e indígenas em Mato Grosso do Sul se mantém e que ambos os lados aguardam uma decisão definitiva para as áreas conflagradas, em especial a da Gleba Buriti, no município de Sidrolândia, palco do conflito que resultou na morte de um índio em maio.


“Até agora nada foi feito. O assunto tem ido de Seca a Meca, e a manifestação do governo federal se mantém evasiva e protelatória. Só que a paciência está se esgotando”, lamentou.

Figueiró ainda espera que a Presidência da República, “puxe a orelha” do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pelo furo na reunião da Comissão.  “A não ser – o que não creio – que o governo deseje a contundência de um conflito fundiário entre brasileiros índios e não índios”.

 

Leia Também

Mulher que morreu em acidente entre carros tinha 32 anos
Polícia
Mulher que morreu em acidente entre carros tinha 32 anos
Apesar da fronteira fechada, boliviano morre por covid-19 em Corumbá
Cidades
Apesar da fronteira fechada, boliviano morre por covid-19 em Corumbá
Homem sai para urinar durante bebedeira, é esfaqueado e morre no Centro-Oeste
Polícia
Homem sai para urinar durante bebedeira, é esfaqueado e morre no Centro-Oeste
TERROR: membro de facção no Amapá, homem é preso armado no Tarumã
Cidade Morena
TERROR: membro de facção no Amapá, homem é preso armado no Tarumã