(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Funcionária se sente enganada e denuncia campanha ilegal de Marquinhos Trad ao MPF

Servidora alega não ter sido avisada que encontro seria campanha eleitoral

26 SET 2016
Thiago de Souza e Kerolyn Araújo
17h00min
Funcionária denunciou campanha política de Trad ao MPF Foto: Andre de Abreu

Uma reunião política do candidato à prefeitura de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), realizada na última sexta-feira (23),  virou motivo de denúncia no MPF (Ministério Público Federal), na tarde desta segunda-feira (26), em Campo Grande. Valdete Muniz, funcionária da  empresa Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária), disse que foi convidada para uma reunião, que presumia ser de trabalho, mas quando chegou viu que era campanha eleitoral.  

Muniz, que reuniu fotos e vídeos do encontro, realizado na Rua Pedro Celestino, na Vila Esplanada, conta que se sentiu enganada e que cerca de 50 colegas de trabalho chegaram a ir ao local. "Em nenhum momento falaram que era reunião política do Marquinhos. Eu como cidadã não gostei. Deveríamos ter sido avisados que era campanha política", reclamou.

A mulher conta que ao chegar na sala, o diretor da Seleta anunciou o candidato do PSD, que passou a apresentar suas propostas para a cidade durante 20 minutos. "No encontro nada sobre a Seleta foi discutido", concluiu.  

A Seleta é uma organização social que mantém contratos com a prefeitura e cede funcionários para atuar, entre outros órgãos, em Ceinf's (Centros de Educação Infantil) de Campo Grande. 

"Ele fez a campanha dele e disse que teríamos momentos de paz", relatou Muniz, que ponderou ao dizer que ''em momento algum foram obrigados a ficar na reunião, mas quem estava ficou lá o tempo todo''. 

A reportagem do TopMidiaNews tentou contato telefônico com o candidato Marquinhos Trad, mas ele não atendeu as ligações. 


 

Veja também