(67) 99826-0686

Grupo protesta contra diplomação de Marquinhos e vereadores investigados na Coffee Break

Outros políticos que tiveram contas rejeitadas também foram alvo de críticas

16 DEZ 2016
Thiago de Souza e Airton Raes
19h22min
Trio questiona diplomação de vereadores investigados Foto: André de Abreu

A cerimônia de diplomação do prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD) e 29 vereadores eleitos da Capital teve um protesto pequeno, mas barulhento, em frente ao Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes. Três manifestantes questionam o motivo de diplomar vereadores envolvidos na Operação Coffee Break, um dos maiores escândalos políticos da história de Campo Grande. 

Luciana Costadele e mais dois homens seguravam cartazes com críticas a políticos envolvidos em esquemas de corrupção. ''É um absurdo vermos vereadores sendo diplomados'', reclamou Costadele. A mulher supõe que o evento aconteça distante do grande público justamente para não ter protestos. 

João Farias Alves é cadeirante e está descontente com o prefeito eleito Marquinhos Trad. Para ele o candidato escolhido por Campo Grande já decepcionou. ''Ele prometeu criar a secretaria de pessoas com deficiência, mas não vai fazer isso'', criticou. Alves lembrou que 26% da população porta algum tipo de deficiência. 

Outro que fazia o protesto em frente ao tribunal era Claudemir Costadele. ''Estamos questionando tudo isso aqui... Pena que estamos só nós porque os políticos prometem durante a campanha e depois falam que não podem cumprir". 

Veja também