Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Política

Homens que criam filho sozinhos poderão se aposentar mais cedo

O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, precisaria dar a palavra final para que todo trâmite siga adiante

08 fevereiro 2019 - 12h25Por Da redação / 1News

 A Reforma da Previdência no Brasil é um assunto bastante polêmico e delicado. O rumo para a aposentadoria no Brasil sera bastante árduo, já que vem sendo noticiado por diversos meios de comunicação inúmeras informações, mas nem todas as notícias agradam a todos.

Dessa vez o assunto abordado é aposentadoria de homens que criam seus filhos sozinhos, ter filhos não é uma tarefa fácil pra ninguém, pois envolve todo cuidado maternal e paternal, e isso inclui também o lado financeiro dos pais. O governo quer implementar uma idade mínima na aposentadoria para homens que criam seus filhos sozinhos, e mulheres teriam uma idade menor que os demais trabalhadores para requerer o benefício.

A ideia é incluir homens que se encaixam nos quesitos e ter até mesmo um benefício melhor na licença-paternidade, esse seria um dos objetivos da Reforma da Previdência. Essas medidas pretendem facilitar uma futura aprovação no Congresso.

O limite para obter o valor do benefício seria de três filhos. O valor pode vir a ser maior para pais e mães.  O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, precisaria dar a palavra final para que todo trâmite siga adiante. Vale destacar também que ficou estabelecido que professores e professoras públicas e trabalhadores rurais terão que respeitar a idade mínima de 60 anos. Os professores terão que atingir também o tempo mínimo de contribuição de 25 anos. Já os trabalhadores rurais tem que atingir 20 anos.

Portanto, é essencial que o debate da reforma seja extenso, com a participação da sociedade, dos institutos de Direito Previdenciários, representantes dos aposentados e dos segurados do INSS. É um tema que não pode se restringir apenas aos estudos econômicos e aos anseios políticos. A reforma é um assunto muito delicado que no futuro pode vir a mudar vidas, mas é preciso um equilíbrio para que o trabalhador brasileiro não pague sozinho o valor pesado dessa reforma.

Leia Também

Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Geral
Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Geral
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Geral
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca
Polícia
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca