(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Irregular nas contas, suplente consegue liminar para ser diplomada na Capital

Pastora Marta Aparecida Teixeira teve 2.844 votos e é suplente de Vinícius Siqueira

16 DEZ 2016
Rodson Willyams
17h09min
Foto: Reprodução / Google

A pastora Marta Aparecida Teixeira, do PHS, conseguiu recurso para ser diplomada logo mais, às 18h30, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. A Justiça Eleitoral havia constatado irregularidades nas contas da suplente à vereadora, em que previa a correção no prazo de 72 horas. Uma vez transcorrido o prazo, sem a apresentação de documentos, o Ministério Público Eleitoral a considerou como contas não prestadas.

Em razão disso, a pastora ingressou com recurso, cabível de Tutela de Urgência, que prevê a possibilidade de apresentação de documentos, objetivando sanar falhas em sede de prestação de contas. Conforme os autos, consta que 'antes de proferida a sentença, além de que o prazo descumprido não seria preclusivo, mas apenas dilatório, estando equivocada a decisão que indeferiu a juntada de justificativas e documentos'. 

Diante do caso, o magistrado, deferiu parcialmente a tutela de urgência pleiteada apenas para conceder efeito suspensivo ao recurso interposto contra a decisão que julgou as contas da requerente como não prestadas. E por isso, entendeu que não há amparo legal para o impedimento da diplomação da pastora nesta data. A pastora teve 2.844 votos, e é suplente do vereador eleito Vinícius Siqueira (DEM). 

Caarapó
O prefeito reeleito de Caarapó, Mário Valério, do PR, e o vice-prefeito eleito, 'Martim do Posto', haviam sido impedidos de serem diplomados no município. Porém, o cartório eleitoral de Caarapó, confirmou ao TopMídiaNews, que Valério conseguiu liminar para ser diplomado. 

No entanto, o recurso eleitoral está sob júdice e aguardando uma análise da Justiça Eleitoral. Mário Valério, é investigado por suposto abuso de poder econômico por parte do prefeito e seu vice na cidade. 

Veja também