Maracaju I Agosto 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 15 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
Política

Com seis votos de MS, reforma da Previdência é aprovada em segundo turno

Somente dois deputados rejeitaram proposta que mexe na aposentadoria da população

07 agosto 2019 - 09h12Por Celso Bejarano, de Brasília

Votação repetida: assim como no primeiro turno, a maioria da bancada de Mato Grosso do Sul votou pela aprovação da reforma da Previdência, no segundo turno, em sessão que terminou na madrugada desta quarta-feira (7).

Deram sim à proposta que mexe na aposentadoria dos brasileiros os deputados federais Fábio Trad (PSD), Tio Trutis, Dr. Luiz Ovando, ambos do PSL, Beto Pereira e Rose Modesto, do PSDB, e a ministra da Agricultura Tereza Cristina, do DEM (se afastou do cargo e assumiu o mandato somente para a votação).

Vander Loubet, do PT e Dagoberto Nogueira, do PDT, mantiveram os votos do turno anteriores e cravaram não ao projeto que modifica a previdência brasileira.

Nesta quarta-feira (7), os parlamentares votam os destaques da proposta, em sessão que deve começar à tarde e durar ao menos dez horas, segundo a direção da Câmara dos Deputados.

Depois, o projeto segue para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, colegiado presidido pela senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB). Depois de examinada, a reforma da Previdência é levada para o plenário e será aprovada caso um terço dos senadores votem sim por ela – ou seja, 49 dos 81 senadores.

Se concordada pela Senado, a reforma é promulgada pelo Congresso Nacional, daí vira uma emenda à Constituição Federal, isto é, torna-se lei. Do contrário, a ideia retorna para a Câmara Federal.