Menu
domingo, 17 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Mais de 400 servidores da UEMS pedem reposição de salário

A comissão de negociação diz que o valor está defasado há três anos

13 março 2020 - 12h14Por Rayani Santa Cruz

Comissão de servidores administrativos da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) de Dourados, querem reposição salarial e ajustes nos planos de cargos e carreiras. O total de 414 servidores administrativos, apontam defasagem de pelo menos três anos no aumento salarial. 

Líder da comissão, Ana Maria da Trindade Rodrigues Rauber, que há 21 anos trabalha na UEMS de Dourados, disse que necessita de apoio político para emplacar reuniões com o governo do estado. Ela esteve no gabinete do deputado estadual Neno Razuk (PTB) e pediu o apoio da Assembleia Legislativa. 

O parlamentar que recebeu o grupo afirmou que irá buscar alternativas legais junto ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e ao secretário Eduardo Riedel, para verificar sobre do impacto financeiro. “O melhor caminho hoje para a UEMS é a autonomia financeira, mas em uma ação mais rápida, vamos buscar junto ao governo que o projeto seja apresentado pelo Executivo, seguindo os trâmites. São 414 servidores que anteriormente ganhavam 5 salários mínimos e, com a defasagem, hoje o valor não chega a 2,5 salários”, garantiu.

Alender Max de Souza Moraes, explicou que atualmente há um déficit de 83 servidores que em um ano deixaram os postos de trabalho migrando para outros locais. Os administrativos atendem 15 unidades e sete cursos de EAD (Ensino a Distância).