ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Marquinhos diz que prazo para licitação é curto e Capital corre risco de ficar na sujeira

Bernal deu 60 dias para novo gestor encontrar outra empresa para a coleta de lixo

29 DEZ 2016
Thiago de Souza e Rodson Williams
12h30min
Marquinhos disse que prazo para licitação é curto Foto: André de Abreu

O prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD) disse, na manhã desta quinta-feira (29) que é impossível fazer nova licitação para a coleta de lixo dentro de 60 dias. Como o contrato com a Solurb só vai até 28 de fevereiro, o serviço na Capital pode ficar comprometido. 

Em encontro com o prefeito Alcides Bernal (PP), Trad disse que foi discutir se a decisão de romper com o Consórcio GC Solurb foi unilateral. Além disso, ele disse que o impasse entre a empresa e a Prefeitura já estava judicializado, dando a entender que o suspensão não foi a melhor decisão. 

Outro fator que poderia dificultar a procura por uma nova empresa para fazer a coleta do lixo em Campo Grande é o recesso de fim de ano alguns órgãos públicos e até da Justiça. Trad disse ainda que se for aberto um novo certame para o serviço, quer a participação de todos os órgãos fiscalizadores, como o Poder Judiciário, Tribunal de Contas e o  Ministério Público Estadual. 

Marquinhos Trad disse que a Solurb se manifestou e mostrou que tem dois pareceres favoráveis para a manutenção do contrato, sendo um do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e outro do Tribunal de Justiça. 

Trad observou ainda que quer consultar o parecer da Agereg (Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados) para ver se de fato há fundamentação para o rompimento com o consórcio. 

 

Veja também