TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 04 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Política

Mesmo com inadequações no currículo, Decotelli confirma que continua como ministro

Ele se reuniu com o presidente e afirma que nada mudou

30 junho 2020 - 08h24Por Dany Nascimento

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite de ontem (29), através das redes sociais, que existem "inadequações" no currículo do ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, mas que Decotelli tem "capacidade" de ocupar o cargo.

Os dois se reuniram no Palácio do Planalto. Após o encontro, o ministro da Educação disse que o presidente o questionou sobre o currículo. Mesmo assim, ele confirma que continua no cargo.

Segundo o G1, Carlos Alberto Decotelli foi anunciado na semana passada para o lugar de Abraham Weintraub. Desde então, surgiram três polêmicas em relação ao currículo dele:  denúncia de plágio na dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV); declaração de um título de doutorado na Argentina, que não teria obtido; e pós-doutorado na Alemanha, não realizado.

Desde quando anunciei o nome do Professor Decotelli para o Ministério da Educação só recebi mensagens de trabalho e honradez. Por inadequações curriculares o professor vem enfrentando todas as formas de deslegitimação para o Ministério", publicou Bolsonaro nesta segunda.

"O Sr. Decotelli não pretende ser um problema para a sua pasta (Governo), bem como, está ciente de seu equívoco. Todos aqueles que conviveram com ele comprovam sua capacidade para construir uma Educação inclusiva e de oportunidades para todos", acrescentou o presidente.