TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Ministra vai cobrar de Bernal nomeação imediata da Secretaria da Mulher

Exigência

9 DEZ 2013
Juliene Katayama
16h32min
Foto: Geovanni Gomes

Durante a assinatura do termo de adesão ao Programa “Mulher: Viver sem Violência”, na manhã desta segunda-feira (09), a secretária de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, afirmou que vai solicitar nomeação imediata da Secretaria da Mulher da Prefeitura de Campo Grande.

Diante da demora em nomear alguém para comandar a Secretaria da Mulher na Capital sul-mato-grossense, Eleonora ressalta a importância de se agilizar o processo de escolha. "Para uma gestão é necessário ter a secretária. Vou solicitar imediatamente, uma coordenadora no mínimo", afirmou a secretária.

A Secretaria Municipal da Mulher foi criada em maio deste ano. No entanto, apesar da rapidez da aprovação do projeto pela Câmara Municipal, até hoje o prefeito Alcides Bernal (PP) não nomeou ninguém.

Programa - O programa irá propor estratégias para melhoria e rapidez no atendimento às vítimas da violência de gênero. Além da assinatura, no evento também foram entregues duas unidades móveis de acolhimento para mulheres do campo e lançada a construção de um espaço que abrigará diversos órgãos e serviços de atendimento à mulher.

De acordo com a titular da Subsecretaria da Mulher e da Promoção da Cidadania, Tai Loschi, a adesão ao programa prevê a construção da Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande e os dois ônibus que serão entregues na solenidade.

“As unidades móveis de atendimento percorrerão assentamentos, comunidades quilombolas e aldeias indígenas no intuito de levar o atendimento devido às mulheres que moram nesses locais", explicou Tai. Entre as atividades a serem realizadas pela equipe dos ônibus, ações de prevenção, assistência, apuração, investigação e enquadramentos legais, tendo ainda função educativa, com a promoção de palestras e esclarecimentos sobre a Lei Maria da Penha e sua aplicação.

Já a Casa da Mulher Brasileira tem previsão para ser construída no ano que vem e dentro dela estarão concentrados diversos serviços como alojamento temporário, delegacia 24 horas e outros”, disse a subsecretária.

Veja também