TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

Na contramão, Bolsonaro intima apoiadores a invadir hospitais para confirmar casos de Covid-19

Ele disse que os dados elevados anunciados seriam falsos, usados para atacar seu governo

12 junho 2020 - 08h10Por Dany Nascimento

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) intimou seus apoiadores e pediu que "arranjem" um jeito de entrar em hospitais públicos ou de campanha que atendam pacientes com a Covid-19, para filmar o interior das instalações.

Ele disse que quer mostrar a real dimensão causada pela pandemia do vírus e demonstra que continua sem acreditar nos dados de vítimas do país.

De acordo com o G1, ele acredita que os dados elevados seriam falsos, criados para atingir o seu governo.

“Seria bom você fazer... na ponta da linha, se tem um hospital de campanha perto de você, se tem um hospital público… arranja uma maneira de entrar e filmar. Muita gente tem feito isso, mas mais gente tem que fazer pra mostrar se os leitos estão ocupados ou não. Se os gastos são compatíveis ou não. Isso ajuda. Tudo o que chega para mim nas redes sociais a gente faz um filtro e eu encaminho para a Polícia Federal ou Abin (Agência Brasileira de Inteligência)”, disse o presidente.

Alguns deputados que apoiam o presidente chegaram a entrar no hospital de campanha do Anhembi, em São Paulo, com gritos e celulares ao punho para, supostamente, fiscalizar o funcionamento da unidade. Em seguida, a prefeitura classificou o episódio como uma "invasão".

A administração municipal afirmou, ainda, que os deputados Coronel Telhada (PP), Leticia Aguiar (PSL) e Sargento Neri (Avante) agrediram pacientes e funcionários "verbal e moralmente".