TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Pais de alunos especiais pedem ajuda de vereadores por medo de corte de professores

O presidente da Câmara convocou a secretária de educação para prestar esclarecimentos na próxima sessão

22 NOV 2016
Dany Nascimento e Rodson Willyams
15h20min
Foto: Geovanni Gomes

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Campo Grande foi marcada pela presença de uma comissão de pais de alunos de crianças especiais, que pertencem a AMA (Associação de Pais e Amigos do Autista) e Compede (Comitê dos Produtores da Informação Educacional), que foram até o local pedir ajuda aos vereadores diante de um possível corte de professores dos alunos.

Após ouvir o pedido de providências feito por Helenice Duarte, que pertence a AMA, o presidente da Casa de Leis, vereador João Rocha (PSDB) convidou a secretária de educação, Leila Machado, para apresentar explicações diante da situação, na sessão da próxima quinta-feira (24).

A comissão de pais foi convidada pelo vereador Eduardo Romero (Rede) para comparecer à sessão. Os pais pediram aos parlamentares, a criação de uma lei para que os alunos não corram o risco de passar por situações semelhantes, já que o ano letivo ainda não terminou.

Após ouvir as reivindicações, o vereador Chiquinho Telles (PSD) entrou em contato com o prefeito eleito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), que pediu aos pais que se deslocassem até a ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), para uma reunião em seu gabinete, pois o prefeito eleito ainda cumpre mandado de deputado estadual.

Romero, Chiquinho e a comissão de pais foram até a ALMS para conversar com Marquinhos.

Veja também