tce janeiro
SENAR 26/01
Menu
quarta, 26 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Para promotor, Puccinelli diz que Nelsinho foi indicado por Amorim

16 dezembro 2015 - 07h00Por Diana Christie

Em depoimento prestado ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) em 11 de setembro de 2015, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) admitiu o bom relacionamento com o megaempresário João Amorim, pivô da Operação Lama Asfáltica, a ponto de aceitar conselhos políticos do amigo.

Conforme trecho presente no relatório da Coffee Break, Puccinelli afirma que conheceu o empreiteiro na década de 80, quando era deputado estadual. Eles foram apresentados quando Amorim assumiu a obra de construção do prédio do fórum Glória de Dourados, mas não mantinham muito contato.

Em seguida, Puccinelli relata que não tinha muitos amigos em Campo Grande na década de 90, então procurou Amorim para indicar um médico que pudesse ser lançado candidato a vereador. Na época, o empreiteiro teria indicado o então cunhado, Nelsinho Trad (PTB), que era casado com a deputada Antonieta Amorim.

Nelsinho foi eleito por três mandatos e Puccinelli continuou a receber o apoio político do amigo. Segundo o depoimento, o empresário trabalhou como coordenador financeiro durante a sua primeira campanha pela prefeitura de Campo Grande e exerceu outra função na campanha para a reeleição, em 2000. Veja:

 Foto: Reprodução/TopMídiaNews

Segundo o Gaeco, a influência de Amorim abrangia todo o partido peemedebista que, ao longo dos anos, recebeu generosas doações de empresas ligadas ao empreiteiro e a João Baird, como a LD Construções, Itel Informática e CG Solurb. Os políticos aproveitavam também para usar a aeronave registrada em nome da Itel, chamada de ‘cheia de charme’, mas de propriedade de Amorim e Baird.

“Assinala-se que a robusta influência do empresário João Alberto Krampe Amorim dos Santos se externava inclusive nos assuntos políticos internos do PMDB, dentro do qual era apontado como seu ‘homem forte’, que possuía relacionamento com o ex-governador do Estado, André Puccinelli, com o ex-prefeito Nelson Trad Filho”, destaca o Gaeco.