Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Política

Vereador denuncia irregularidade para exploração do aterro no Noroeste

Edil afirma que a prefeitura está sendo cometendo 'equívocos e omissões' sobre o caso

31 agosto 2016 - 09h39Por Rodson Willyams

Alvo de investigação do Ministério Público Estadual, o aterro de entulho localizado no Bairro Jardim Noroeste, em Campo Grande, volta a ser alvo denúncia, desta vez, feita pela Câmara Municipal, por meio do vereador Edil Albuquerque, do PTB. O parlamentar denúncia possíveis irregularidades cometidas pela atual administração comandada pelo prefeito Alcides Bernal, do PP, sobre o processo de licitação para exploração no local denominado Gleba Chato do Sucupira e alerta perigo de dano ambiental e à saúde da população.

Embora não conste no aviso de abertura de licitação para a exploração do local no  Diário Oficial do Município, Edil afirma que a prefeitura estaria cometendo 'equívocos e omissões' sobre o processo indo contra o edital licitatório. Entre os critérios, lembrados pelo parlamentar, estaria o tempo de exploração do local.

Edil afirma que o prefeito pretende ceder à empresa vencedora do processo licitatório a exploração do local por 10 anos. Porém, segundo ele, o prazo de permissão pública seria de cinco anos. O vereador ainda relata que, apesar da permissão pública versar sobre a exploração, reciclagem e beneficiamento de resíduos sólidos da construção civil o local armazena resíduos de outras naturezas, como por exemplo, lixo orgânico, galhos de árvores e até animais mortos.

Vereador Edil Albuquerque, do PTB. Foto: Geovanni Gomes

Em razão disso, o local estaria sem qualquer tipo de fiscalização ou triagem do que efetivamente é depositado no local. Edil lembrou que a montanha de lixo no local já chegou a 15 metros de altura e o volume do lixo no local causa prejuízo a quem mora próximo do local.

O parlamentar afirmou que, no local em que se pretende instalar a empresa vencedora, o empreendimento poderá causar inúmeros prejuízos de ordem ambiental, bem como danos a saúde da população. Edil ressaltou que não existe um Plano de Recuperação de Área Degrada (Prade), implementada pelo Executivo na área que se pretende licitar. A mesma estaria obrigada a minimizar os impactos ambientais gerados no local.

Edil ainda lembrou que há um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmando entre o Ministério Público Estadual e o Executivo Municipal. Neste acordo, a prefeitura se comprometia em isolar a área e implantar a vigilância com segurança permanente, proibindo a entrada de veículos, pessoas ou animais. Por essa razão, estaria obrigada a promover a análise do que foi pactuado.

Por fim, o parlamentar lembra que a licitação pretendida pelo Executivo é 'temerária, diante da inexistência da real e prévio planejamento ao pretendido’. Ressaltando assim que ‘qualquer medida sem o devido estudo causará inúmeros prejuízos ambientais e principalmente a saúde da população'.

Licitação

O aviso de licitação foi publicado no dia 29 de julho e depois republicado no dia 1º de agosto, por incorreção, a qual destaca no aviso de licitação concorrência de Nº 019/2016, Processo Administrativo de Nº 108.712/2015-07, através da Central Municipal de Compras e Licitações, torna público que se encontra aberta a licitação em epígrafe, nos termos da Lei n. 8.666, de 21 de junho de 1993, do tipo “Maior Oferta”.

Esse processo tem por objeto a “SELEÇÃO DE PESSOA JURÍDICA VISANDO A PERMISSÃO, A TÍTULO ONEROSO, DE 5 HA (CINCO HECTARES) LOCALIZADO NA GLEBA CHATO DO SUCUPIRA, PARA FINS DE INSTALAÇÃO DE UMA EMPRESA DE CLASSIFICAÇÃO, RECICLAGEM E BENEFICIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL”.

A previsão para que ocorra o processo de licitação está marcado para esta quarta-feira (31) de agosto, às 8 horas, na Central Municipal de Compras e Licitações (Cecom). 

Leia Também

Taxista de 57 anos morre de covid-19 em Corumbá
Interior
Taxista de 57 anos morre de covid-19 em Corumbá
ATENÇÃO: serviços de delivery podem funcionar sem restrições durante toque de recolher
Cidade Morena
ATENÇÃO: serviços de delivery podem funcionar sem restrições durante toque de recolher
Depois de Campo Grande, deputado quer ‘kit covid’ para todo Mato Grosso do Sul
Saúde
Depois de Campo Grande, deputado quer ‘kit covid’ para todo Mato Grosso do Sul
Estudo do PT mostra que fatia dos 'decepcionados com Bolsonaro' votaria nele novamente
Geral
Estudo do PT mostra que fatia dos 'decepcionados com Bolsonaro' votaria nele novamente