(67) 99826-0686
Camara - marco

Pesquisa revela que Brasil é líder mundial em fragmentação partidária

Partidos Políticos

21 OUT 2013
Aline Oliveira
16h00min
Divulgação

Um levantamento realizado pelo jornal Valor Econômico e a Cebrap demonstrou que o Brasil é líder mundial em fragmentação partidária e a criação de duas novas legendas, Pros e Solidariedade que já nasceram com bancadas de porte médio (cerca de 20 deputados federais) reforçou o resultado.

 

A pesquisa aponta ainda como ficou a distribuição de poder na Câmara, depois das trocas de legenda realizadas por 70 deputados até 5 de outubro (prazo final de filiação para a eleição do ano que vem). Cabe destacar que o cálculo levou em consideração apenas os deputados titulares.

 

Depois das mudanças, a Câmara dos Deputados tem agora 11,5 partidos efetivos, pontuando o legislativo brasileiro como o partido mais fragmentado do mundo. Durante 15 anos a fragmentação entre siglas caiu de 8,7 em 1990, para 7,1 em 1998, porém, de lá para cá aumentou em 62%.

 

Foi utilizado o indicador internacional para comparar a dispersão de poder nos legislativos, mostrando o peso relativo dos partidos de acordo com o tamanho das bancadas, e não o número absoluto de siglas.Por este critério, a quantidade de legendas na Câmara até diminuiu depois das migrações partidárias. Eram 23 e hoje são 21. Quatro nanicos - PEN, PHS, PSL e PRTB - sumiram do Congresso ao perderem seus cinco deputados. No entanto, surgiram duas, bem maiores: o Pros, que filiou 19 parlamentares, e o Solidariedade, que cooptou 22.

Veja também